Pré-lançamento da Renault

por Fábio Doyle 06/06/2011 14:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
None (foto: Divulgação)

Para aguçar a curiosidade de todos e criar uma dúvida naqueles que já estavam dispostos a comprar um SUV (utilitário esportivo) na faixa do Ecosport, a Renault do Brasil organizou uma pré-apresentação virtual do Duster (guarda-pó, na tradução literal).

 

O projeto da Renault nasceu a partir do sucesso dos utilitários esportivos no mercado brasileiro. Apesar de não dito com todas as letras, ele chega para soltar poeira principalmente no caminho do Ford Ecosport, que é líder absoluto no segmento desde que foi lançado há nove anos.

 

O volume de vendas de modelos SUVs no mercado brasileiro de veículos de passeio entre os anos de 2000 e 2010 registrou um crescimento superior a 16 vezes, enquanto o mercado cresceu 2,2 vezes no mesmo período. Em termos de participação do segmento SUV no mercado, houve um salto de 1% das vendas de veículos de passeio, em 2000, para 7,6% no ano passado, informou Jean-Michel Jalinier, presidente da Renault do Brasil. É com base nesses fatos que a Renault pretende com o Duster aumentar sua participação no mercado brasileiro, hoje em quarto lugar com cerca de 6%.

 

Esses números de crescimento atrairam a atenção de várias marcas que, nos últimos anos, lançaram modelos nesse segmento. Em 2010, esta faixa do mercado contou com 13 veículos SUV, mais que o dobro se comparado com os números de 10 anos atrás, disse Jalinier.

 

O ponto positivo do Duster é que ele já chega com oferecendo versão com tração 4x4, principal característica de um veículo destinado a enfrentar caminhos difíceis. Isso o tira, inclusive da lista que a Renault chama de “falsos SUVs”, referindo-se aqueles que são off-road só na aparência.

 

A Renault possui um histórico deste tipo de modelo, que começou em 1924, com o Renault 10 cv (primeiro modelo da marca a contar com tração 4x4), passando pelo Scénic RX4, lançado em 2000, e o Koleos 4x4, apresentado em 2007. Esse “savoir-faire” da marca Renault no universo dos modelos 4x4 foi reforçado com a Aliança Renault-Nissan, ressalta Jalinier.

 

O Renault Duster é um autêntico utilitário esportivo: pela concepção, desenho externo, espaço interno, altura livre em relação ao solo e pela disponibilidade de dois tipos de tração 4x4 e 4x2. O Duster permite ao motorista guiar em outros tipos de terrenos, além do asfalto, graças, por exemplo, aos bons ângulos de entrada e de saída: 30 graus e 35 graus, respectivamente.

 

Se tiver preço competitivo, o Duster parece capaz de fazer frente à soberania do Ecosport. As dimensões do concorrente francês são em quase tudo maiores que o SUV da Ford, inclusive na altura livre em relação do solo, item crucial em se tratando de um fora-de-estrada. A do Duster é de 221 mm contra 200 mm do Ecosport.

 

O Renault Duster tem 4,3 metros de comprimento e 1,8 metro de largura. O Ecosport é menor em comprimento (4,24 m) e mais largo (1,976 m). O porta-malas do Duster conta com capacidade para até 475 litros contra 296 para o Ecosport. Em ambos os casos a garantia é de três anos.

 

O Duster será oferecido com duas versões de motorização: 1.6 e 2.0 l e também com opção de tração 4x2 e 4x4. Foi a forma encontrada pela Renault para satisfazer tanto ao gosto de quem busca um SUV apenas na aparência (a maioria) sem deixar decepcionados os que querem um verdadeiro off-road com tração nas quatro rodas. As imagens do Duster foram mostradas aos jornalistas que participaram da entrevista em rápidos vídeos, mas a montadora ainda não as liberou para publicação. O carro só deve chegar ao mercado em novembro deste ano. A Renault promete surpreender positivamente com o interior totalmente novo do Duster, revelou o presidente da montadora no Brasil.

 

 

 

 

Últimas notícias

Comentários