Saúde dos olhos e a idade

14/07/2011 13:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Muita gente só dá atenção à saúde quando algo está errado. E na maioria das vezes, deixam de lado a saúde dos olhos. Além dos cuidados habituais que se deve ter com a região ocular, é importante e mesmo curioso saber que isso segue uma linha do tempo. Em cada fase do desenvolvimento humano os pontos de atenção observados pelos oftalmologistas mudam. Por isso, a prevenção e o check-up regular são essenciais para se evitar doenças.

De acordo com o oftalmologia e especialista em córnea, Leonardo Gontijo, é recomendável que o primeiro cuidado ocorra ainda na maternidade, com o teste do olhinho. O exame consiste em avaliar o reflexo-vermelho e mapear a retina para se prevenir de doenças como a catarata, o glaucoma congênitos, o estrabismo e o retinoblastoma - que pode levar à cegueira.

Ainda na infância, é preciso que a criança visite o oftalmologista regularmente para averiguar se está com todas as condições para desenvolver sua visão com qualidade. Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica, nos dois primeiros anos de vida deve ser feito um exame criterioso a cada seis meses.

Adolescência

A partir dos treze anos, os pais devem estar atentos ao aparecimento de irregularidades visuais como o ceratocone, uma condição degenerativa e progressiva da córnea com padrões hereditários de transmissão. Esse problema é caracterizado por um afinamento e encurvamento progressivo da córnea central ou inferior e leva à deformação das imagens, com aumento da miopia, astigmatismo regular e astigmatismo irregular.

“O indivíduo com ceratocone apresenta sintomas frequentes como coceira nos olhos, visão dupla, distorcida ou embaçada, mudança do grau dos óculos e aversão à luz. Podem ocorrer também dores de cabeça”, explica Leonardo Gontijo. E de acordo com o especialista, o maior medo entre os pacientes é a perda da visão, mas os tratamentos atuais conseguem estabilizar a evolução da doença e recobrar uma boa visão.

Fase adulta


Para pessoas com mais de 40 anos, a ida ao oftalmologista deve ser feita com regularidade. Isso é importante principalmente para se evitar a presbiopia, popularmente chamada de vista cansada. Hoje existem muitos tratamentos para correção da presbiopia, que vai desde as tradicionais lentes multifocais até as cirurgias corretivas a laser ou mesmo com lentes de contato. Um ponto importante também é observar a pressão ocular durante as visitas ao oftalmologista.

Já na considerada terceira idade, um dos principais problemas é a catarata (opacificação do cristalino). Mas podem surgir também doenças da retina ou retinopatia (principalmente a degeneração macular) e o glaucoma.

Últimas notícias

Comentários