Tecnologia em prol da estética

22/07/2011 09:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Reprodução
None (foto: Reprodução)

Os tratamentos da medicina estética estão cada cada vez mais desenvolvidos, menos invasivos, principalmente os relacionados ao rejuvenescimento da pele, para retirada de manchas no rosto, olheiras, rugas e estrias. E a técnica do momento é o laser CO² fracionado, que é considerada uma das mais eficientes para face, colo, mãos, pernas e cotovelo.

 

Segundo o médico César Mourão, responsável pelo corpo clínico da Fina Forma, a técnica é utilizada para remover a parte mais superficial da pele e aquecer a camada mais profunda, provocando a substituição das células envelhecidas e estimulando a produção de colágeno. “O laser atinge micropedaços da pele e o contato com as outras partes saudáveis e não acometidas possibilita uma cicatrização mais rápida. O aparelho causa um aumento de temperatura, em função da água presente na pele, e garante um melhor resultado, pois penetra profundamente até a segunda camada cutânea. Clinicamente, o equipamento apresenta resultados mais seguros e satisfatórios e é indicado pelo 'pós-operatório' simples e reduzido, evitando que o paciente se afaste das atividades cotidianas”, explica Mourão. O tratamento dura em média três sessões, com intervalos de um mês para cada sessão.

 

– A idade e a pele

 

  • 20 anos: tônus natural e produção de colágeno par recuperação de eventuais danos causados;
  • 28/30 anos: o poder de recuperação começa a entrar em declínio provocando o envelhecimento facial e o aparecimento de manchas;
  • 40 anos ou mais: aparecem as rugas na testa, os “pés de galinha” e a perda do contorno da mandíbula;
  • 50 anos ou mais: tem-se o aumento da flacidez e das rugas (labiais e perilabiais), perda do contorno da mandíbula, papada, queda do canto da boca, ruga infra-labial, queda da ponta do nariz, diminuição dos tecidos profundos, diminuição da projeção malar (maçã do rosto) e manchas;
  • 60 anos ou mais: diminuição da abertura dos olhos pela flacidez palpebral, afinamento da pele, flacidez mais evidente e fotoenvelhecimento;
  • 70 anos ou mais: são acentuadas todas as alterações

 

 

Fonte: Dr. César Mourão, da clínica de estética Fina Forma

Últimas notícias

Comentários