Fábrica de tendências

por Maria Clara Mancilha e Tamara Fontes 23/11/2012 13:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Minas Trend Preview/Divulgação
None (foto: Minas Trend Preview/Divulgação)

O Minas Trend Preview deste ano aconteceu pela primeira vez em ambientes espalhados por Belo Horizonte. Parte do evento, o chamado Salão de Negócios, composto por fabricantes de vestuário feminino, masculino e infanto-juvenil, calçados, bolsas, acessórios, joias e bijuterias, continuou no Expominas. A ideia foi deixar os lojistas fazerem suas compras com mais tranquilidade, sem o movimento do público dos desfiles, que foram realizados em diferentes espaços: Museu de Artes e Ofícios, espaço CentoeQuatro, prefeitura de Belo Horizonte e a casa noturna Cafe de la Musique.

 

Em sua 11ª edição, o Minas Trend Preview se reafirmou como um dos principais eventos do país com tendências da moda comercial, mas ainda restam vários desafios pela frente. “Eu acho que o Minas Trend se fortaleceu como um evento de negócios. Ele sempre foi o primeiro da temporada de moda, antes de São Paulo e Rio, e assim, devia conseguir mais pedidos dos compradores. Agora, com a mudança de calendário, o evento tem um desafio pela frente, ou seja, entender que caminho seguir. Continua com a força de business, mas perdeu a força do ineditismo. O  próximo passo é seguir evoluindo”, analisou André do Val, jornalista e editor do site Chic.

 

 

A blogueira Deborah Zandonna fica de olho nas tendências da passarela
 

Através dos desfiles em diferentes locações, que buscaram contemplar a riqueza cultural e a beleza da cidade, a imprensa e os compradores de fora tiveram a oportunidade de conhecer diversos pontos icônicos da capital mineira. Camila Faria, estilista da marca Vivaz, acha interessante a organização do evento: “Já fizemos desfiles no Inhotim, no Inimá de Paula, na Praça da Liberdade, enfim, é uma forma de apresentarmos alguma coisa nova para nossos clientes”.

 

Entre os dias 20 e 23 de novembro, desfilaram pelas passarelas do Minas Trend Preview as marcas OJE, Patricia Motta, GIG, Vivaz, Lucas Magalhães, Jardin, Plural, Apartamento 03 e Victor Dzenk. Apesar de ter perdido o ineditismo, o Minas Trend Preview, que agora acontece depois das semanas de moda de São Paulo e do Rio, apresentou importantes tendências para a temporada outono-inverno 2013. “Eu vi muito vestido marcado com saia godê. O moletom está aparecendo em várias releituras, como os de tricô ou estampados. E não posso esquecer do couro, que sempre aparece no inverno”, destaca a blogueira Deborah Zandonna, do Onça de Tule. As marcas mineiras têm papel importante e características marcantes, que passaram a definir a moda do estado. “Tem essa coisa barroca que é muito forte. Rendas, bordados, pérola, pedraria, enfim, é tudo muito mineiro”, comentou André do Val, destacando a importância principalmente da moda festa regional.

 

Desfile da Vivaz foi resultado de mais de dois meses de preparação
 

 

Um dos desfiles que mais chamou a atenção do público durante os quatro dias de evento foi o da Vivaz. “Achei o acabamento incrível, um bordado que a gente sabe que é muito trabalhoso, muito rico”, comentou maravilhada a estudante de moda Geórgia Brant. Uma das estilistas da marca, Camila Faria, contou que o trabalho de confecção das peças é realmente muito minucioso, e todos os bordados foram feitos a mão. Devido a esse diferencial, o desfile foi preparado com mais de dois meses de antecedência. “O vestido que fechou o desfile demorou de 45 a 60 dias só para bordar”, revelou Camila.

Últimas notícias

Comentários