A cidade mais fria do Brasil

Quem gosta do clima mais intimista do inverno, que chega a lembrar a Europa, tem de conhecer São Joaquim, na serra catarinense

por Da redação com Ministério do Turismo 02/04/2013 18:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Plínio Bordin/Reprodução
(foto: Plínio Bordin/Reprodução)
São Joaquim é uma das poucas cidades onde há neve no Brasil. Neve? É isso mesmo. A cidade é famosa por ser a mais fria do país e uma das únicas em que esse fenômeno climático ocorre. A paisagem também se soma à baixa temperatura: muito verde e cachoeiras.

O charme e o romantismo da cidade, além da boa comida, acompanhada de bom vinho, são atrativos muito procurados por turistas. Em plena Serra Catarinense, São Joaquim fica a apenas 100 km do litoral.

Entre as atrações, destaque para o Snow Valley (Vale da Neve), com trilhas que cortam uma floresta cheia de árvores centenárias e cachoeiras. Na entrada do vale há pomares de maçã e, ao longo do percurso, muros de taipa, erguidos no início do século XX. Além disso, é possível praticar tirolesa, arvorismo e pêndulo.

A região da Serra Catarinense é ideal para se curtir o ambiente rural, com o aconchego das pousadas e hotéis-fazenda, que oferecem cavalgadas, rapel e outros esportes em meio à natureza. Não falta também o churrasco típico do sul do país, que propicia boas conversas em volta do "fogo de chão".

Ministério do Turismo/Reprodução
(foto: Ministério do Turismo/Reprodução)

Atrações:

  • Salto do Rio Caveiras: localizada na cidade vizinha de Lages, o Salto possui muitas quedas d’água e área verde própria para camping. O visitante pode conhecer ainda a primeira usina hidrelétrica construída na região – o lago da represa é usado para esportes náuticos. Acesso a 20 km do centro da cidade.
  • Cascata Véu de Noiva e cachoeira do rio dos Bugres: a cascata tem 25 m de altura e é apropriada para a prática de rapel. O acesso é feito pelo km 6 da estrada do Morro da Igreja. Já a cachoeira, é a maior queda d’água do município, com 120 m de altura. O visitante ainda pode visitar as cavernas que ficam nos arredores. O rio dos Bugres fica a 15 km do centro de São Joaquim.
  • Vinícola Villa Francioni: a vinicultura da região oferece passeios guiados pelos setores de produção e elaboração do vinho. É possível também degustar e comprar os rótulos próprios da vinícola. Acesso pelas rodovias SC-430 e SC-438. As visitas devem ser agendadas.
  • Ecoturismo: as cidades da região oferecem muitas opções para a prática de esportes radicais e o turismo ecológico. Entre as atrações, rapel em cachoeiras de mais de 100 m de altura, canoagem, cavalgadas, caminhadas ecológicas, vôo livre em asa-delta e parapente, pesca esportiva de trutas, tirolesa, arvorismo e mountain bike. Destaque para a cavalgada na Coxilha Rica, um dos poucos lugares que ainda conservam características originais do antigo Caminho dos Tropeiros, incluindo o único trecho preservado de um corredor de taipa (muro construído com pedras) erguido para evitar a dispersão das tropas.

Gastronomia:

  • O churrasco e a comida campeira tradicional compõem o cardápio da culinária local, que inclui o arroz de carreteiro, o feijão tropeiro, o pinhão – assado na brasa ou misturado a inúmeras receitas, como a paçoca –, a rosquinha de coalhada, o arroz com charque e doces feitos com maçã. Nos últimos anos, a truta – criada nos rios gelados e de águas limpas da região – foi incorporada ao cardápio. A combinação de truta com pinhão é uma refeição surpreendente.

Clima:

  • O município tem clima subtropical ou temperado, com verões frescos e baixas temperaturas no inverno - os termômetros chegam a marcar -10°C. No verão, a temperatura máxima já registrada foi de 31,4°C. Juntamente com Urupema, no mesmo estado, e São José dos Ausentes, no Rio Grande do Sul, é considerado o município mais frio do Brasil, com temperatura média anual de 13°C. O mês mais quente é janeiro, com temperatura média de 17°C, enquanto o mês mais frio é julho, com média de 9°C. Durante os meses de inverno, são comuns as geadas e ocasionalmente, nos dias de frio mais intenso, ocorrem precipitações de neve.

Como chegar:

  • A porta de entrada da serra é a cidade de Lages, situada na confluência das BR's 116 e 282, e que possui aeroporto com vôos regionais. A distância de São Joaquim a Florianópolis é de 228 km

Melhor época para visitar:

  • A época mais procurada para visitar a cidade mais fria do Brasil é no inverno (final de maio), com a possibilidade de presenciar nevascas que cobrem os campos e congelam as nascentes. No final de abril acontece a Festa Nacional da Maçã, período que atrai muitos turistas para ver a florada e colheita da fruta.

Últimas notícias

Comentários