Novos moradores do zoológico de BH

Fundação Zoo-Botânica celebra nascimentos de filhotes de óryx, uma espécie de antílope

por Da redação com assessorias 03/04/2013 18:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Suziane Fonseca/Reprodução
(foto: Suziane Fonseca/Reprodução)
A Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte comemora os nascimentos de dois filhotes de óryx (Oryx gazella), também conhecidos como guelengue-do-deserto, uma espécie de antílope, ocorridos no final de março. Trata-se de uma fêmea, com pouco mais de 10 kg, e um macho, com mais de 13 kg. Segundo a fundação, os animais passam bem e estão na companhia das mães, no próprio recinto, e receberam microchip para identificação individual, o que é uma praxe do zoológico.

De acordo com a bióloga responsável pela seção de mamíferos da Fundação Zoo-Botânica, Valéria Pereira, desde que a família de óryx (composta por um macho adulto e duas fêmeas também adultas) chegou ao zoológico, já foram realizados partos de seis filhotes. “Com a reprodução destes animais, temos a possibilidade de realizar intercâmbios com outros zoológicos brasileiros que também têm interesse nesta espécie e, assim, através de permutas, adquirirmos espécies novas para o nosso zoo”, explica.

Para o diretor do Jardim Zoológico, Carlyle Mendes Coelho, o sucesso na reprodução em cativeiro se deve à qualidade do trabalho de toda a equipe, além da preocupação constante com a qualidade genética dos animais: “Realizamos a importação dos óryx diretamente da África do Sul em 2007 e este grupo representa um pool genético importante para a manutenção desta espécie em zoos brasileiros”, destaca.

Curiosidade

O óryx é um bovídeo de porte médio, mamífero, que vive cerca de 20 anos. A maturidade sexual das fêmeas ocorre aos três anos de idade. O período de gestação é de aproximadamente oito meses e meio. O peso médio dos filhotes é de nove quilos.

Na natureza, os animais se alimentam de gramíneas, frutos e raízes. A alimentação no zoológico inclui ração para novilhas, alfafa peletizada, folhas diversas, capim picado, feno de alfafa e feno de capim. Os filhotes são amamentados até os quatro ou cinco meses.

Últimas notícias

Comentários