Turistas têm nova opção para ver BH do alto

Parque da Serra do Curral ganha trilha ecológica que permite visão geral da capital mineira

por Da redação com Ascom/PBH 07/06/2013 15:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jackson Romanelli/EM/DA Press
(foto: Jackson Romanelli/EM/DA Press)
Desde 1980, quando o papa João Paulo II visitou a capital mineira, a célebre frase "Que belo horizonte!" se transformou num ícone para a cidade. E nada melhor para confirmar essa afirmação do que contemplá-la do alto, da Serra do Curral. Pensando nisso, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) criou mais uma opção para quem quer conhecer a beleza da "selva de pedras" mineira: a Trilha Ecológica Travessia da Serra. Localizada na crista da Serra do Curral, possui cerca de 4.220 metros de extensão.

A intenção da PBH é que o local se torne um espaço para contemplação, contato com a natureza e prática de atividade física ao ar livre. De acordo com Mauro Werkema, presidente da Belotur, o local oferece diferenciais competitivos que são tendências do turismo moderno, como longas caminhadas e contato com a natureza: “Estamos oferecendo ao belo-horizontino mais uma oportunidade de entretenimento e lazer com a família e amigos e, ainda, disponibilizando para o turista mais uma opção para ser aliada aos roteiros culturais e gastronômicos que a cidade já oferece”.

Com altitudes que variam de 1.200 a 1.380 metros, a trilha na crista da serra apresenta alto nível de dificuldade, o que exige do visitante esforço físico e muito cuidado. Para contribuir com o aumento da segurança durante a caminhada, que só pode ser realizada com acompanhamento de monitores e por pessoas com idade mínima de 14 anos, cerca de 450 guarda-corpos e placas de sinalização foram instalados.

Parque

Inaugurado no dia 8 de setembro de 2012, o Parque da Serra do Curral oferece aos visitantes uma vista privilegiada da região metropolitana de Belo Horizonte. No entanto, segundo a PBH, sua primeira função é proteger a região, patrimônio nacional tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e símbolo da capital.

Localizado em uma área aproximada de 400 mil metros quadrados, na avenida José do Patrocínio Pontes, atrás do Instituto Hilton Rocha, o parque possui 10 mirantes distribuídos por seus quatro mil metros de extensão, de onde o visitante pode identificar pontos turísticos da cidade e aspectos naturais de seu entorno, como a Lagoa da Pampulha, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, a avenida Afonso Pena, o estádio Mineirão, o Museu de História Natural, o Jardim Botânico da UFMG, o Pico do Itabirito, a Serra da Piedade, o Morro do Pires, o Morro do Elefante, o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, entre outros.

O parque da Serra do Curral fica aberto de terça a domingo, das 8h às 17h, sendo que o funcionamento pode ser alterado ou suspenso devido a condições desfavoráveis, como tempestade, baixa visibilidade, ventos fortes, raios, risco de incêndios e deslizamentos, ou se tiver sua capacidade máxima atingida (700 pessoas por dia no parque, sendo metade de manhã e metade à tarde, e 60 pessoas na trilha, 30 de manhã e 30 à tarde). A entrada é gratuita.

Últimas notícias

Comentários