Governo libera R$ 19 milhões para melhorar sinalização de cidades históricas

por Carolina Sarres - Agência Brasil 08/08/2013 14:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Juarez Rodrigues/EM/DA Press
Ouro Preto deve receber R$ 650 mil para obras de sinalização turística (foto: Juarez Rodrigues/EM/DA Press)
O Ministério do Turismo anuncia a liberação de R$ 19 milhões para a melhoria da sinalização de cidades históricas brasileiras. Os 34 municípios que receberão os recursos estão entre os contemplados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Turismo. O objetivo do governo é que sejam feitas melhorias que facilitem o acesso e a identificação desses locais pelos visitantes esperados no ano que vem, atraídos pela Copa do Mundo.

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, pediu rapidez aos prefeitos presentes na cerimônia de liberação dos recursos. Segundo ele, não será possível esperar até meados de 2013 para que as obras de sinalização fiquem prontas.

Entre os municípios que terão os maiores aportes estão Belém e Florianópolis, que receberão R$ 1 milhão cada, Ouro Preto, que terá R$ 650 mil, Diamantina, Laguna (SC), São João del Rey e Pelotas (RS), que devem receber R$ 550 mil cada um.

O incentivo ao turismo nas cidades históricas brasileiras está no contexto do Plano Nacional do Turismo (2013-2016), que tem como objetivo aumentar o fluxo de visitantes nessas cidades, gerando emprego e aumentando a arrecadação de impostos. “O turismo é uma das melhores formas de se enfrentar uma crise que não é nossa, mas que está demorando a passar. O setor foi o que melhor respondeu à desoneração do governo, com a manutenção de postos de trabalho e o crescimento dos níveis de ocupação”, explicou o ministro.

Segundo ele, o potencial do Brasil está no mercado interno. No ano passado, 35 milhões de pessoas que ascenderam à classe média fizeram mais de 190 milhões de viagens pelo país. “Muitos países europeus resistem à crise devido ao turismo e esse é o caminho do Brasil”, acrescentou Vieira.

Últimas notícias

Comentários