Radar meteorológico ajuda na prevenção de desastres causados pelas chuvas

Equipamento da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) consegue fornecer informações precisas em até três horas de antecedência

por Marcelo Fraga 25/10/2013 15:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maíra Vieira/Encontro
O radar meteorológico instalado em Mateus Leme alcança um raio de até 450 km (foto: Maíra Vieira/Encontro)
Capaz de prever até chuvas de granizo, o radar meteorológico instalado, no ano passado, em Mateus Leme, na região metropolitana de Belo Horizonte, pode ser um poderoso aliado da população durante o período chuvoso que se aproxima. Localizado no Morro do Elefante, a uma altitude de 1.271 metros, emite, além de alertas para a Cemig dimensionar suas equipes em casos de possíveis falhas na rede elétrica, informações que podem ser utilizadas pela Defesa Civil. Esses dados são transmitidos para a sede do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), na Cidade Administrativa, responsável pela operação do equipamento.

De acordo com a Defesa Civil, o radar meteorológico é um grande instrumento para auxiliar na prevenção de acidentes causados pela chuva. Através da sua varredura permanente, com alcance de 450 km (confira infografia), pode alertar, com duas ou três horas de antecedência, tempestades que possam vir a cair em determinadas regiões de Minas Gerais. Para que isso seja possível, os municípios mineiros que se encontram na área de alcance do radar podem se cadastrar no Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos (Simge), do Igam, para receber os alertas por meio de mensagem SMS. Ainda segundo a Defesa Civil, outras formas de comunicação com as cidades, para envio de avisos, também se mantêm, como o uso de rádios comunitárias.

Dados do Igam mostram que, no raio de 200 km, que compreende 321 municípios, todos estão cadastrados para receber os alertas. Já no alcance máximo do radar, ou seja, 450 km, das 721 localidades possíveis de serem avisadas, 75% já estão incluídas no plano de prevenção de problemas causados por tempestades ou outros fenômenos meteorológicos.

A coordenadoria da Defesa Civil ressalta que as ações tomadas pelo estado e prefeituras podem ser ineficazes se não houver envolvimento da população. É necessário que as pessoas façam a limpeza das calhas, não descartem lixo nas ruas, e observem se bueiros estão obstruídos.

Saiba como funciona o radar:

Editoria de Arte
(foto: Editoria de Arte)


Últimas notícias

Comentários