Basta ignorar

por Fábio Doyle 12/12/2013 14:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Caiu como uma bomba no setor automotivo a notícia que a pedido de alguns sindicalistas, o governo deverá adiar por mais dois anos a obrigatoriedade de instalação dos itens de segurança airbag e ABS nos carros vendidos no Brasil.

Não há o que se justifique esse retrocesso!

A política hipócrita desse governo justifica a medida em defesa de empregos que serão extintos com o fim da produção dos carros que não podem receber os equipamentos. É mentira! Essas vagas são ou serão remanejadas para as linhas de produção de carros mais seguras. O mercado não irá diminuir em função disso. Novas vagas estão sendo criadas para a produção da maior quantidade de airbags e ABSs que o mercado vai demandar. É apenas uma questão de ajuste. E quem irá repor a vida das pessoas que serão vítimas da falta desses equipamentos de segurança em nossos carros?

Os jornalistas do setor souberam da notícia quando estavam reunidos para a entrega do prêmio Abiauto 2013 e, em sua totalidade, demonstraram indignação com a notícia.

Os representantes das montadoras, também presentes, demonstravam estar atônitos e davam sinais de serem contra a decisão de postergação da inclusão do airbag e ABS nos carros nacionais por mais dois anos. Afinal são cinco anos de planejamento para adequar a produção à nova realidade.

O fato é que se realmente não aprovam esse atraso basta que ignorem a possibilidade de adiamento e a partir de 1 de janeiro de 2014 não mais entreguem carros sem airbag e ABS.

É como irão realmente demonstrar que respeitam o consumidor e querem a indústria andando para frente e não dando marcha a ré. E ponto final!

Últimas notícias

Comentários