Copa do Mundo registrada em ouro

Banco Central lança moeda comemorativa do maior evento de futebol do mundo e em homenagem a Diamantina

por Agência Brasil 17/12/2013 10:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
A taça da Copa do Mundo é o grande destaque da moeda comemorativa (foto: Divulgação)
O Banco Central (BC) vai lançar no dia 24 de janeiro de 2014 uma série de moedas comemorativas oficiais da Copa do Mundo. Ao todo, serão nove moedas especiais, destinadas a colecionadores: uma de ouro, duas de prata e seis de cuproníquel – liga metálica de cobre e níquel.

A moeda de ouro faz alusão à taça da Copa do Mundo e ao momento do gol. Uma das moedas de prata apresenta o mascote oficial do campeonato, o tatu-bola Fuleco, e a outra homenageia as 12 cidades-sede da competição. Já as moedas de cuproníquel compõem a série Jogadas do Futebol, retratando lances típicos do esporte: a defesa do goleiro, a cabeçada, a matada no peito, o passe, o drible e o gol. Também deverá ser comercializada, a partir de março, uma cartela com o conjunto das seis moedas de cuproníquel.

A moeda de ouro, com valor de face de R$ 10, vai custar R$1.180. A tiragem inicial será de 2.720 e pode chegar ao máximo de 5 mil moedas. Cada moeda de prata, com valor de face de R$ 5, será vendida a R$ 190, com tiragem inicial de 12 mil e máxima de 20 mil moedas. As moedas de cuproníquel vão custar, cada uma, R$ 30, com valor de face de R$ 2. A tiragem inicial será 7,4 mil, mas pode chegar ao máximo de 20 mil moedas.

Após o lançamento, as moedas poderão ser compradas no site do Banco do Brasil ou nas representações regionais do BC, onde o pagamento deverá ser feito em dinheiro. Nas compras pela internet, o pagamento poderá ser feito por meio de boleto bancário ou, se o comprador for correntista do Banco do Brasil, por débito em conta.

Divulgação
Um dos símbolos de Diamantina, o passadiço está representado na moeda (foto: Divulgação)
Terra de JK


Além do evento esportivo, que também foi homenageada pela Casa da Moeda é a cidade mineira de Diamantina, que tem o título de Patrimônio Cultural da Humanidade da Unesco desde 1999, e é terra natal do ex-presiente Juscelino Kubitschek. A moeda comemorativa da cidade histórica mineira foi lançada pelo Banco Central no dia 6 de dezembro.

A moeda, desenvolvida pelas equipes do Banco Central e da Casa da Moeda, faz parte da série numismática Cidades Patrimônio da Humanidade no Brasil, e se junta às moedas comemorativas de Brasília, Ouro Preto e Goiás, lançadas, respectivamente, em 2010, 2011 e de 2012.

Cunhada em prata e com valor de face de R$ 5, a moeda tem o anverso formado pela imagem do passadiço da Casa da Glória, construção do século XIX que é um dos marcos da cidade. Já o reverso traz uma alusão à Vesperata, evento cultural tradicional da cidade, em que bandas de música se apresentam nas sacadas dos sobrados históricos.

Últimas notícias

Comentários