Suas senhas são realmente seguras?

Linha de frente na manutenção de dados sigilosos, os códigos de acesso devem seguir padrões de segurança que não possibilite que sejam desvendados facilmente

por Marcelo Fraga 24/01/2014 14:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
FreeDigitalPhotos.net
(foto: FreeDigitalPhotos.net)
Uma pesquisa da empresa de tecnologia norte-americana SplashData, divulgada recentemente, revelou as piores senhas utilizadas por usuários de computadores em 2013. A lista, liderada pelo conjunto de caracteres "12345", mostra as 25 piores combinações possíveis de códigos de acesso, o que acaba levando à sua descoberta de forma fácil por hackers ou pessoas mal intencionadas.

De acordo com a empresa, que é especializada em aplicativos para smartphones e tablets, as fontes utilizadas para o estudo foram arquivos com diversas senhas roubadas por hackers durante todo o ano passado.

A lista serve como alerta para que os usuários tenham mais cuidado ao criar e armazenar seus códigos de acesso. Além de criatividade na hora de se cadastrar em sites, softwares ou mesmo aplicativos, é necessário ainda que o computador ou dispositivo eletrônico esteja devidamente protegido com programa antivírus, que ajuda a proteger os sistemas contra ataques e arquivos maliciosos.

Dados do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br) indicam que em 2013 foram reportados para a entidade quase 265 mil incidentes relacionados à segurança. Desse total, 48% dos relatos foram de um método conhecido como scan, utilizado por hackers para identificar vulnerabilidade em sistemas. As fraudes – emails mal intencionados, sites falsos etc. – também são uma grande ameaça e respondem por 18% do total de incidentes registrados.

O especialista em segurança da informação da Associação de Usuários de Informática e Telecomunicações de Minas Gerais (Sucesu-MG), Márcio Rocha, recomenda aos usuários que criem senhas com pelo menos doze caracteres, que não contenham nome de usuário, nome real e nem palavras completas. Segundo ele, os códigos de acesso devem mesclar letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais como "@", "#" e "$".

Márcio Rocha fala ainda sobre a utilização de senhas gerais: "Devido à quantidade de senhas que utilizamos no nosso dia a dia, há uma tendência em utilizarmos um mesmo código para tudo. Essa prática, porém, deve ser evitada". Em nenhuma hipótese deve-se anotar senhas, principalmente em programas como o Word ou Excel. "Na internet podem ser encontrados diversos softwares específicos para gerenciar e armazenar códigos com segurança", explica o especialista.

Se você quer testar suas senhas, a Microsoft, proprietária do sistema operacional Windows, possui um serviço online que verifica se uma combinação é forte. Para acessar, clique aqui.

Confira abaixo a lista das piores senhas, segundo a SplashData:

  1. 123456;
  2. password;
  3. 12345678;
  4. qwerty;
  5. abc123;
  6. 123456789;
  7. 11111;
  8. 1234567;
  9. iloveyou;
  10. adobe123;
  11. 123123;
  12. Admin;
  13. 1234567890;
  14. letmein;
  15. photoshop;
  16. 1234;
  17. monkey;
  18. shadow;
  19. sunshine;
  20. 12345;
  21. password1;
  22. princess;
  23. azerty;
  24. trustno1;
  25. 000000

Últimas notícias

Comentários