PIB brasileiro de 2013 fica abaixo da média mundial

Apesar de o crescimento da economia do Brasil ficar acima de muitos países importantes, como Estados Unidos e Inglaterra, a taxa ficou em 2,3%, abaixo dos 3% que o FMI previa para o mundo

por Vitor Abdala - Agência Brasil 27/02/2014 11:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
FreeDigitalPhotos.net
(foto: FreeDigitalPhotos.net)
O Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no Brasil, fechou 2013 com um crescimento de 2,3 %. O PIB totalizou R$ 4,84 trilhões no ano, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2012, a economia brasileira havia crescido 1%. O valor do ano passado ficou abaixo da estimativa feita pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para a média mundial, que é de 3%.

Pelo lado da produção, os três setores da economia tiveram crescimento em 2013, com destaque para a agropecuária (7%). Os serviços cresceram 2% e a indústria, 1,3%. Pelo lado da demanda, a maior alta veio da formação bruta de capital fixo (investimentos), que cresceram 6,3%. Também tiveram crescimento o consumo das famílias (2,3%) e o consumo governamental (1,9%).

Apesar do número que pode ser considerado baixo, o crescimento da economia brasileira foi um dos mais altos entre os principais países do mundo. O Brasil cresceu menos do que a China (7,7%) e a Coreia do Sul (2,8%), por exemplo, mas ficou acima de países como Estados Unidos (1,9%), Reino Unido (1,9%), África do Sul (1,9%), Japão (1,6%), México (1,1%), Alemanha (0,4%), França (0,3%) e Bélgica (0,2%).

Países como a Espanha e a Itália tiveram quedas no PIB em 2013, de 1,2% e 1,9%, respectivamente. A zona do euro caiu 0,4%.

Últimas notícias

Comentários