BH recebe iluminação especial para comemorar os 100 dias para o mundial

Cidades-sede dos jogos serão iluminadas para lembrar a data. Em Belo Horizonte, quem for ao Mineirão, Casa do Baile, Cidade Administrativa e museu Abílio Barreto poderá ver os prédios nas cores verde e amarela

por Agência Minas 03/03/2014 10:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Lúcia Sebe/Imprensa MG/Divulgação
O Mineirão ficará com as cores do Brasil (foto: Lúcia Sebe/Imprensa MG/Divulgação)
Palco da Copa do Mundo 2014 em Minas Gerais, o Mineirão receberá iluminação verde-amarela para aproveitar a oportunidade dos 100 dias para o Mundial, nesta terça-feira, dia 4 de março. Além do estádio, a Cidade Administrativa, sede do Governo de Minas, a Casa do Baile, na orla da Lagoa da Pampulha, e o Museu Histórico Abílio Barreto, no bairro Cidade Jardim, também vão render uma colorida homenagem ao campeonato. As luzes estarão acesas das 18h do dia 04 de março até às 06h do dia 05 de março.

A ação é coordenada pelo Ministério do Esporte em parceria com as 12 cidades-sede da maior festa esportiva do mundo. “Vai ter Copa com muito espetáculo em campo e o entusiasmo dos torcedores do país e do mundo em torno desse grande acontecimento esportivo”, diz o secretário de estado de Turismo e Esporte, Tiago Lacerda.

O Mineirão vai receber seis jogos durante a Copa: Colômbia x Grécia, no dia 14 de junho; Bélgica x Argélia, no dia 17; Argentina x Irã, no dia 21; Costa Rica x Inglaterra, no dia 24; uma partida nas oitavas de final e outra na semifinal.

A sede do governo de Minas é composta por cinco principais edifícios, sendo o Palácio Tiradentes, o maior prédio suspenso do mundo, o escolhido para receber a iluminação. O projeto arquitetônico da Cidade Administrativa, do premiado arquiteto Oscar Niemeyer, representa um dos marcos mais importantes na história arquitetônica e urbanística de Belo Horizonte. A atual sede do governo estadual foi inaugurada no dia 4 de março de 2010. A Cidade Administrativa de Minas Gerais é mais um belo cartão-postal da capital mineira.

O museu Abílio Barreto e a Casa do Baile são símbolos de duas épocas marcantes da história e na cultura nacional. A casa da Fazenda do Leitão, que faz parte do conjunto do museu Histórico Abílio Barreto, é um típico exemplo da arquitetura colonial e é o único prédio remanescente do arraial do Curral del Rey, povoado que deu origem à nova capital de Minas Gerais, planejada para ser um símbolo da república recém-proclamada, em 1989.

A Casa do Baile faz parte do Complexo Arquitetônico da Pampulha, criado por Oscar Niemeyer na década de 1940, por encomenda do então prefeito Juscelino Kubitschek. É um exemplar característico da arquitetura modernista, com suas linhas curvas, referências à história nacional, presentes nos azulejos de inspiração portuguesa, e integração com a natureza, por meio dos jardins projetados por Burle Marx.

Últimas notícias

Comentários