Cidades históricas mineiras são destino preferido da Semana Santa

Apenas em Mariana, que fica próximo a Ouro Preto, são esperados 10 mil turistas até o domingo de Páscoa

por Da redação com Ministério do Turismo 17/04/2014 16:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Turismo.gov.br/Reprodução
Diamantina, terra do ex-presidente JK, é um dos destinos procurados nesta época (foto: Turismo.gov.br/Reprodução)
O Brasil tem inúmeros destinos religiosos que celebram o feriado católico da Semana Santa. Algumas festividades têm início no Domingo de Ramos, com a comemoração da chegada de Jesus Cristo a Jerusalém, e só terminam com a ressurreição de Cristo, no domingo de Páscoa. Os destinos turísticos incluem encenações, missas e procissões.
 
Celebrações tradicionais atraem turistas de todo o Brasil. Em Diamantina (MG), a Semana Santa tem como destaque a encenação da Sexta-Feira da Paixão, com guardiões romanos e cerca de 300 participantes reproduzindo a Via Sacra. Na manhã do Domingo de Páscoa, as ruas são enfeitadas com flores e nas janelas dos sobrados surgem colchas e toalhas coloridas. O MTur destinou mais de R$ 1 milhão para sinalização e construção do Alto do Caminho dos Escravos, um mirante público para atração de turistas.

O Ministério do Turismo (MTur) apoia o turismo religioso com o objetivo de gerar renda para as populações locais e contribuir para o desenvolvimento regional. Estima-se que pelo menos 15 milhões de brasileiros se movimentem por ano entre os mais diversos destinos religiosos no país. “O turismo cria empregos e gera uma melhor distribuição de renda”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages. Em 2012, cerca de 3,94 milhões de viagens domésticas tiveram motivação religiosa.

Em Ouro Preto (MG), as celebrações serão coordenadas pela Paróquia Nossa Senhora do Pilar. No ano passado, a cidade recebeu R$ R$ 650 mil do Ministério do Turismo para sinalização turística. As principais cerimônias acontecem quarta, quinta e sexta-feiras santas, sábado santo e domingo de Páscoa. No largo da igreja do Rosário acontece a cerimônia do lava-pés. Procissões, ofícios e celebrações se sucedem nos diversos templos da cidade.

Em Tiradentes, a quinta-feira tem um dos eventos mais movimentados: a missa solene, na Igreja Matriz de Santo Antônio. No domingo, a missa é seguida de uma concorrida procissão pelo centro histórico da cidade.

Rituais do século XVIII permanecem vivos nas cerimônias de Ouro Preto, com a mesma naturalidade que marca a integração da comunidade na cidade colonial. A Guarda Romana bate suas lanças nas pedras das ladeiras, a Verônica sobe no pequeno mocho para cantar em latim e mostrar o sudário com o rosto de Cristo. O Judas é queimado no domingo de Páscoa entre fogos e balas para a criançada.

A cidade mineira Congonhas fica cheia. São realizadas encenações da Paixão de Cristo, procissões, lava-pés, vigília pascal, novenas e shows ao redor da Praça da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Patrimônio Mundial pela Unesco, a basílica é obra-prima de Aleijadinho e exibe as cenas da paixão de cristo na sua parte externa com os 12 profetas em pedra-sabão e as seis capelas que narram a Paixão de Cristo. O município também foi contemplado com R$ 500 mil do MTur para sinalização turística.

Cerca de 10 mil visitantes são esperados na cidade de Mariana na Semana Santa. Na sexta-feira da Paixão, fiéis cobertos por túnicas brancas percorrem as ruas do centro histórico, no fim da noite, para reviver a "Procissão das Almas", uma antiga lenda marianense. Na tarde de domingo de Páscoa, as ruas são cobertas com tapetes de serragem colorida, pó de café e cal feitos pela população. Mariana também foi contemplada com R$ 650 mil do MTur para sinalização turística.

Últimas notícias

Comentários