Segundo pesquisa, brasileiros se consideram os mais fanáticos por futebol

Realizada pelo Instituto Ipsos, foram ouvidos torcedores de cinco países latinoamericanos, que revelaram, entre outras coisas, que raspariam a barba como promessa para o time ou seleção vencer o campeonato

por Da redação com assessorias 02/06/2014 16:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
De acordo com a pesquisa, 21% dos torcedores brasileiros entrevistados dizem saber de cor a escalação da seleção de Luiz Felipe Scolari (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Você pediria dinheiro na rua para assistir a um jogo da Copa do Mundo? Essa é uma das perguntas feitas pela pesquisa Hábitos e Comportamentos dos Latinoamericanos  Relacionados ao Futebol, realizada pelo Instituto Ipsos, a pedido da Procter & Gamble. Foram entrevistadas 1500 pessoas no Brasil, Argentina, México, Chile e Colômbia, entre homens e mulheres, com idades que variam de 18 a 55 anos. Alguns resultados são surpreendentes: os brasileiros se consideram os mais fanáticos pelo esporte, com 18% dos entrevistados dizendo acompanhar regularmente os jogos de seus times, inclusive nos estádios.

As brasileiras também se mostram as mais fanáticas: 9% delas dizem acompanhar de perto e gostar muito de futebol. Elas empatam com as mexicanas, que também se mostram fiéis a seus clubes do coração. Em segundo lugar estão as colombianas, e, por último, as argentinas, que dizem se importar menos com o esporte. Apenas 5% das "hermanas" entrevistadas acompanham frequentemente o fuetebol.

Quando se fala em especialistas no esporte, ou "segundos técnicos", os mexicanos saem na frente. Eles se consideram os mais experts no assunto, com 23% respondendo entender tudo de futebol. O problema é que, quando são questionados sobre a escalação completa da seleção nacional, eles ficam na lanterna, já que apenas 16% admitem ter esse conhecimento. No Brasil, 21% dos entrevistados sabem escalar o time completo do Felipão.

Mas, quem mais veste a camisa do time, literalmente, são os colombianos: 67% deles afirmam usar o uniforme do país para assistir aos jogos. Em seguida vêm os brasileiros, mexicanos, argentinos e chilenos. Os "hermanos", aliás, são os mais supersticiosos. Dos entrevistados, 24% afirmam esperar o final do campeonato para lavar a camisa da seleção, para não dar azar.

E quando bate o desespero? Todos os fãs de futebol dos países participantes admitem fazer algumas loucuras durante os jogos, como raspar a barba que levou anos para crescer, tingir os cabelos nas cores da bandeira do país e participar de diversas promoções para ganhar entradas para os jogos da seleção. Veja o quadro:



Fonte: pesquisa Hábitos e Comportamentos dos Latinoamericanos Relacionados ao Futebol, realizada pelo Instituto Ipsos e P&G, entre os dias 15 e 26 de novembro de 2013

Últimas notícias

Comentários