Obelisco e Cristo Redentor se colorem pela amizade

Os dois símbolos nacionais, o primeiro, da Argentina, em Buenos Aires, e o segundo, do Brasil, no Rio de Janeiro, ganharam as cores do país vizinho

por Da redação com Ministério do Turismo 11/06/2014 12:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Embratur/Ascom/Divulgação
O obelisco na avenida Nove de Julho, em Buenos Aires, e o Cristo Redentor, no Rio, ganharam as cores dos países "irmãos" (foto: Embratur/Ascom/Divulgação)
Uma ação conjunta entre o Brasil e a Argentina chamou a atenção do mundo para a América do Sul na noite do dia 10. O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e o Obelisco, em Buenos Aires, dois grandes cartões postais dos dois países, receberam uma iluminação especial para mostrar a todas as nações o clima esportivo e o espírito de paz entre os dois rivais no futebol. “Ao iluminar o Cristo de azul e branco e o Obelisco de verde e amarelo, simultaneamente, às vésperas da abertura da Copa do Mundo, reforçamos o clima amistoso e a capacidade que os sul-americanos têm de receber seus visitantes”, destacou o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto. O Cristo Redentor e o Obelisco ficaram iluminados com as cores dos países vizinhos entre 20h e 22h.
 
"O turismo é o passaporte para a paz e, da mesma forma que a Argentina é o maior emissor de turistas para o Brasil, os brasileiros são os que mais visitam cidades argentinas. Estamos demonstrando, por meio do turismo, que são dois povos amigos e grandes parceiros," afirma o secretário estadual de Turismo do Rio de Janeiro, Claudio Magnavita. Ainda segundo ele, a Copa do Mundo será uma oportunidade para mostrarmos ao mundo que somos um continente unido, que tem a paz como estilo de vida. O evento teve apoio também da Arquidiocese do Rio de Janeiro e do reitor do Santuário do Cristo. “Apoiamos todas as ações que promovem a paz e o entendimento entre os povos”, disse D. Oreni Tempesta, cardeal do Rio de Janeiro.
 
O presidente da Embratur, Vicente Neto, destacou que esta iniciativa foi mais uma oportunidade de promover a América do Sul exatamente no momento que o mundo está com os olhos voltados para o continente. “Além dos 600 mil turistas estrangeiros que já estão chegando ao Brasil para a Copa, jornalistas de todo o mundo já estão espalhados pelo país, levando imagens brasileiras para todas as nações”.
 
Promoção conjunta
 
Vicente citou o trabalho contínuo para promoção turísticas dos países do Mercosul em continentes de longa distância, como o Japão. O Escritório de Representação do Mercosul, no Japão, existe desde 2005. Atualmente, o Brasil é o que mais contribui com 65% da conta; a Argentina, com 20%; o Uruguai, com 7,5%; e o Paraguai, com 7,5%. O percentual foi determinado com base em estatísticas de entrada de turistas japoneses em cada país. Atualmente o Japão ocupa, junto com o Canadá, o 16º lugar no ranking de emissão de turistas para o Brasil. Em 2012, mais de 73 mil japoneses vieram ao Brasil.

Últimas notícias

Comentários