CBF pede punição ao jogador da Colômbia, mas não consegue

Após a entrada dura do lateral Camilo Zuñiga no atacante brasileiro Neymar, que acabou tirando o craque do mundial, todos os olhos se voltaram para a arbitragem

07/07/2014 09:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação
Neymar sofreu uma fratura na base da coluna e teve de deixar o grupo da seleção brasileira na Copa do Mundo (foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou à imprensa que pediu à Comissão Disciplinar da Federação Internacional de Futebol (Fifa) que o jogador colombiano Camilo Zuñiga seja punido pela agressão que tirou o jogador Neymar da Copa do Mundo. Durante o jogo entre Brasil e Colômbia, na última sexta-feira (4), Neymar levou uma joelhada na região lombar e quebrou uma vértebra. O tempo de recuperação será de aproximadamente 45 dias.

No fim da partida, Zuñiga declarou que a pancada foi uma jogada normal e lamentou a contusão do jogador brasileiro. “Te admiro, respeito e considero um dos melhores jogadores do mundo. Espero sua recuperação para que continue a ver o futebol como um esporte cheio de virtudes e qualidades, que, sem dúvida, sempre pus em prática há mais de 12 anos como jogador profissional", disse o colombiano, por meio de uma rede social.

A CBF também pediu à Fifa a anulação do cartão amarelo recebido pelo zagueiro Thiago Silva, na partida contra a Colômbia. Ele está fora da semifinal contra a Alemanha, na próxima terça-feira (8), por ter recebido o segundo cartão na competição.

 

Em resposta à CBF, a Fifa, em nota, diz que "o presidente do Comitê Disciplinar lamenta profundamente o incidente e as graves consequências para a saúde de Neymar. Após uma análise da questão e da extensa documentação recebida da CBF, o presidente concluiu que não pode considerar este caso devido às condições descritas no Código Disciplinar da Fifa, para que o comitê possa intervir em tal situação".

A explicação da Fifa para o incidente envovle até questão técnica. Eles apresentam o art. 77, do CDF, que estipula que o Comitê Disciplinar pode corrigir erros óbvios nas decisões disciplinares do árbitro, ou seja, quando há alguma confusão na identificação do jogador que deveria receber um cartão amarelo ou vermelho.

A nota ainda diz que o comitê "deseja que Neymar tenha uma recuperação rápida e completa, assim como desejamos o mesmo para todos os jogadores que, infelizmente, tiveram de deixar a Copa do Mundo devido a lesões".

Sobre o pedido da CBF de cancelamento do cartão amarelo aplicado ao jogador Thiago Silva, durante o jogo contra a Colômbia, o presidente diz que "chegou à conclusão de que o Comitê Disciplinar da Fifa não pode considerar o caso devido ao fato de que não há base legal autorizando a concessão de tal pedido".

(com Agência Brasil e assessoria da Fifa)

Últimas notícias

Comentários