Ciclistas mineiros vencem campeonato brasileiro de mountain bike

Frederico Mariano fez uma prova de recuperação e acabou vencendo na categoria elite masculina, enquanto a mineira Isabella Lacerda lutou até o final para levar o título

23/07/2014 12:38

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Thiago Lemos/CBC/Divulgação
O atleta mineiro Frederico Mariano sofreu uma queda no início da prova, mas se recuperou e venceu o campeonato (foto: Thiago Lemos/CBC/Divulgação)
A camisa especial de campeão brasileiro de mountain bike tem um novo dono: o mineiro Frederico Mariano. O atleta da Caloi Elite Team conquistou o direito após vencer a competição mais importante do calendário nacional da categoria: o Campeonato Brasileiro de Mountain Bike Cross Country, disputado no bike Park Cemucam, em Cotia, no estado de São Paulo.

A vitória de Fred surpreendeu os espectadores, já que o mineiro, de Uberaba, considerado uma das promessas do mountain bike brasileiro, desbancou todos os favoritos ao título. "Eu não esperava a vitória, mas trabalhei muito para chegar neste resultado e sei do meu potencial. Quando eu vi na penúltima volta que estava entre os primeiros colocados pensei, esse título é meu. Me dei um presente, já que fiz 23 anos neste mês", conta, visivelmente emocionado, após a garantir seu primeiro título nacional.

Porém, o dia da revelação do ciclismo nacional não foi fácil. Frederico fez uma corrida de recuperação. O mineiro largou na frente, mas perdeu muitas posições logo na primeira curva, por causa de uma queda, e foi parar na 30ª posição. "Tomei um tombo na largada, cai para último. Mas não desanimei. Eu estava na frente, fiz a curva aberta, cai, o pessoal me atropelou, mas levantei e segui. Foi uma prova quase perfeita", diz o ciclista.

Quem também se superou na pista foi Henrique Avancini, que apesar de não ter conseguido manter a camisa de campeão nacional, também fez uma excelente prova de recuperação. Durante a segunda volta, o pneu do biker furou e ele caiu para a 12ª posição, ficando a um minuto e meio do líder.

Mesmo assim, o carioca proporcionou ao público um espetáculo – afinal, ele é o melhor mountain biker brasileiro no ranking internacional –, ultrapassando, na última volta, nada menos que 10 concorrentes, e levando os espectadores à loucura. "Tentei buscar forças para fazer uma recuperação na prova e fui ganhando posição por posição, mas foi muito difícil andar sozinho, vindo de trás depois de ter feito muita força. Foi muito empolgante ver a galera vibrando na beira da pista", diz o Avancini.

Feminino

A disputa da prova feminina foi um verdadeiro show de emoção e competitividade entre as principais ciclistas do mountain bike brasileiro. A mineira Isabella Lacerda parecia prever que o seu dia seria perfeito. Sem tomar conhecimento das suas adversárias, a ciclista ditou o ritmo da competição ainda na primeira volta.

Sua tática foi comentada por muitos como "suicida". Após algumas voltas na liderança isolada, Isabella foi alcançada pelas suas adversárias diretas Erika Gramiscelli, da equipe BMC, e Raiza Goulão, da Soul Rides. Apesar da pressão, a mineira não se abateu e continuou ditando o ritmo da prova. As três atletas se mantiveram na liderança até o final da sexta e última volta.

Em um momento único, de puro talento e força física, Isabella Lacerda e Raiza Goulão disputaram uma chegada eletrizante, que agitou a torcida. A ciclista mineira levou a melhor e garantiu o seu primeiro título brasileiro na categoria Elite. Raiza terminou com a prata, e Erika Gramiscelli, campeã em 2013, conquistou o bronze.

Classificação

Elite masculino

  1. Frederico Mariano (Caloi Elite Team), 1h29min09s
  2. Henrique Avancini (Caloi Elite Team), 1h29min30s
  3. Ricardo Pscheidt (Trek), 1h29min41s
  4. Sherman Trezza de Paiva (Caloi Elite Team), 1h29min41s
  5. Rubens Donizete (Merida/TPM/Jacareí), 1h30min27s


Elite feminino

  1. Isabella Lacerda (LM Shimano), 1h29min55s
  2. Raiza Goulão (Soul Riders), 1h29min55s
  3. Erika Gramiscelli (BMC), 1h30min00s
  4. Roberta Stopa (Avulso), 1h34min21s
  5. Fernanda Leticia (Avulso), 1h34min59s

 

(com assessoria da Confederação Brasileira de Ciclismo)

Últimas notícias

Comentários