Tratamentos convencionais contra a celulite não funcionam, diz especialista

Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Dermatologia, 62% das mulheres brasileiras reclamam da presença dos famigerados furinhos em algum lugar do corpo

por Amanda Aleixo 28/07/2014 15:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alyasfitclub.com/Reprodução
Até pessoas famosas, como a atriz americana Tara Reid sofrem com as celulites nas nádegas e na perna (foto: Alyasfitclub.com/Reprodução)
Deixar o bumbum lambuzado com os valiosos cremes anticelulite; ir até o badalado dermatologista; ficar em dia com as sessões de drenagem linfática; isso tudo não vai adiantar. Segundo uma especialista, quando o assunto é celulite, não existe milagre que acabe de uma só vez com os furinhos indesejados. A aparência "casca de laranja", que está presente em 80 e até 90% das mulheres, só vai embora com esforços prolongados.

Localizada principalmente nas coxas, quadris e nádegas, e pouco comum nos braços e em outras regiões do corpo, a "inimiga" número um das mulheres é causada por um movimento inverso. Ou seja, quando as células de gordura se acumulam, elas buscam espaço e empurram a pele para cima, ao mesmo tempo em que os cordões fibrosos a puxam para baixo. Nesse trabalho, a superfície fica irregular e os populares "furinhos" aparecem. Causada por características genéticas e hormonais, os tratamentos para celulite têm proliferado nos últimos anos. Drenagem linfática, cremes, radiofrequência, mesoterapia e carboxoterapia são alguns deles, mas será que realmente acabam com o incômodo?

Para Luciana Baptista, professora de dermatologia da Faculdade de Medicina da UFMG, a maioria dos tratamentos não é indicada, e outros, como os cremes anticelulite, simplesmente não funcionam. "Esses cremes não chegam até a parte mais profunda da pele, por isso não têm eficácia. Já os tratamentos que injetam substância nos pacientes, geralmente, provocam reações e inflamações. Não recomendo carboxoterapia e mesoterapia a ninguém por esses motivos. As máquinas de massagens não fazem mal, é algo que não agride o organismo. Se o paciente quiser tentar, não é contra-indicado", explica.

Para conseguir uma pele lisinha, é preciso mudar os hábitos de vida, diminuir a gordura corporal e aumentar a massa muscular. Uma boa alimentação, atividade física e manter o peso ideal são atitudes imprescindíveis. "A questão não pode ser resolvida apenas com uma mudança de variável. Genética e hormônios também falam muito sobre o problema", explica a especialista.

De fato, a genética interfere diretamente na formação da celulite junto a outros fatores. Alguém já viu homens reclamando de furinhos nas coxas? E não são os pelos que os livram desse incômodo. Na verdade, a porcentagem de homens que tem celulite é baixíssima, e isso acontece pela formação do tecido de gordura subcutâneo deles. "No tecido adiposo da mulher, as fibras são arqueadas e formam lóbulos de gordura e ondulações na pele. No corpo do homem, o tecido é reticulado como uma rede. Por isso, esses lóbulos de gordura não são visíveis", completa a professora Luciana Baptista.

Mito ou Verdade

Para solucionar suas dúvidas sobre a celulite, pedimos a doutora Luciana Baptista que apontasse os mitos e verdades a cerca do assunto:

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)


Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Últimas notícias

Comentários