Iron Biker Brasil reúne profissionais e entusiastas da bicicleta

Enquanto os atletas buscam o primeiro lugar no maior campeonato de mountain bike do Brasil, há quem não se importe com a colocação e participe da prova para curtir o evento e encontrar os amigos

por Da redação com assessorias 11/09/2014 17:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gustavo Epifânio/Divulgação
A cidade histórica de Mariana recebe o maior campeonato de mountain bike do país, que vai além dos atletas, e dá oportunidade a entusiastas (foto: Gustavo Epifânio/Divulgação)
O Iron Biker Brasil, que acontece pela segunda vez em Mariana, na região central de Minas Gerais, nos dias 19, 20 e 21 de setembro, atrai competidores de vários países do mundo para a disputa nas montanhas históricas da cidade-sede da prova, que mescla paisagens exuberantes com um percurso que impõe desafios aos participantes. Atletas de renome já estão confirmados para a edição deste ano e prometem pedalar pesado em busca do lugar mais alto do pódio.

Os atuais campeões do Iron Biker, o suíço Lukas Kaufmann e a colombiana Angelita Parra, chegam a Mariana para defender seus títulos. O também colombiano Luis Mejia, o norte-americano Spencer Hathkamp e o italiano Marzio Deho tentam roubar o primeiro lugar de Kaufmann e a disputa será eletrizante.

Mas o Iron Biker também é uma oportunidade para ficar próximo à natureza e curtir o evento sem preocupação com o pódio. É o caso da médica Márcia Cardinali, de 44 anos, que participou da primeira edição da prova e no início dos anos 1990 se destacou no mountain bike nacional. Márcia se aventurou também no triathlon e, posteriormente, se dedicou a circuitos de rua, tendo corrido a tradicional Paris-Roubax. Hoje, pedala por prazer, sem pensar em colocações. É com esse espírito que ela volta ao Iron Biker depois de 20 anos.

"Não tenho nenhum tipo de expectativa por posição, gosto de competir pelos desafios. Não tem lugar melhor no Brasil para fazer uma trilha do que em Minas Gerais. Mariana é uma cidade linda, com muita história. Além da competição, posso fazer uma atividade cultural, encontrar a família e os amigos do pedal", diz a belo-horizontina, que vive há 10 anos em São Paulo.

Últimas notícias

Comentários