Interferência do sol em satélite pode tirar TV do ar

Problema causado pelo equinócio da primavera, no hemisfério sul, afeta equipamentos de transmissão utilizados por várias emissoras de televisão brasileiras

por Marcelo Fraga 15/09/2014 18:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/Internet
Satélites de telecomunicação sofrem maior influência dos raios solares nos equinócios, devido à proximidade com o astro-rei (foto: Reprodução/Internet)

O fim do inverno e a consequente chegada da primavera pode significar mais que apenas uma mudança no clima. Um fenômeno chamado equinócio – que ocorre quando os raios solares atingem a terra perpendicularmente em relação à linha do equador – vai interferir em satélites como, por exemplo, o Brasilsat B4, que é utilizado por várias emissoras de televisão, incluindo a TV Alterosa, a TV Cultura, de São Paulo, e a TV Assembleia, de Minas.

A interferência causada pelos equinócios (de outono e de primavera, veja a infografia) pode interromper o sinal emitido pelo satélite, tirando do ar, temporariamente, alguns canais de televisão. O evento, que ocorre nos meses de março e setembro, todos os anos, afeta diversos sistemas, como explica o engenheiro de telecomunicações Sérgio Castro: "No equinócio, a radiação emitida pelos raios solares atinge, com maior intensidade, o planeta Terra, e, consequentemente, os satélites que giram em sua órbita. Isso pode causar problemas nas transmissões de TV, rádio, e, ainda, nas ligações de telefones celulares e na utilização de sistemas de GPS".

De acordo com o engenheiro, para reduzir as interferências causadas por fenômenos como o equinócio, as empresas que precisam usar os satélites possuem equipamentos alternativos e sistemas auxiliares, para casos como esses. O gerente de engenharia da TV Alterosa, Daniel Neves, conta que os problemas causados pelas ondas eletromanéticas do sol são frequentes. Por isso, a emissora toma ações preventivas para que o sinal transmitido aos telespectadores seja mantido sempre com a mesma qualidade. "As empresas que administram os satélites disponibilizam, via internet, as datas e horários em que vão ocorrer as interferências. Monitoramos esses dados e os utilizamos para alterar a transmissão, quando necessário, para uma rede local, que seja independente dos satélites", explica.

Entenda o que é o equinócio de primavera ou de outono:

 

Encontro Digital
Clique para ampliar e entender o fenômeno (foto: Encontro Digital)

Últimas notícias

Comentários