Microsoft anuncia Windows 10

Retorno do menu Iniciar e múltiplas áreas de trabalho são algumas das novidades

por Marcelo Fraga 01/10/2014 14:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Microsoft/Divulgação
Para felicidade dos amantes do Windows, o famoso menu Iniciar está de volta, e de cara nova (foto: Microsoft/Divulgação)
Em evento realizado na terça-feira (30), em San Francisco (EUA), a gigante norte-americana da computação, Microsoft, lançou a nova versão do Windows, o sistema operacional mais vendido no mundo. Além das novas funcionalidades, a grande surpresa foi o nome do sistema: Windows 10. Era esperado o número 9, uma vez que a atual versão é a 8.1. Segundo a empresa de Bill Gates, o nome foi escolhido para representar o avanço tecnológico apresentado no novo produto.

O sistema só chega aos consumidores no segundo semestre de 2015. Para quem possui computadores e outros dispositivos equipados com Windows 8 ou 8.1, a atualização deve ser gratuita. Uma versão beta do Windows 10 para testes já foi liberada para download. Vale ressaltar que ela deve conter bugs e não deve ser igual à versão finalizada.

Veja as principais novidades do Windows 10:

Menu Iniciar

Uma das funções mais marcantes do Windows está de volta, o menu Iniciar. O recurso foi abandonado na versão 8, o que desagradou muitos fãs do sistema. De cara nova, o Iniciar também foi aprimorado para permitir personalização, alterando o tamanho dos itens e podendo, ainda, reordená-los.

Área de trabalho

Outra novidade que promete fazer sucesso entre os usuários é a opção de criar várias áreas de trabalho. A funcionalidade, além de agradar quem preza pela organização de arquivos, pastas e atalhos, permite arrastar itens entre os desktops criados, recurso batizado de Snap View, um velho conhecido do sistema Mac.

Novo botão


Visando facilitar a vida dos usuários para gerenciar as tarefas em execução no Windows 10, a Microsoft implementou o botão Task View, que mostra os arquivos e softwares abertos e permite alternar entre as áreas de trabalho personalizadas.

Touch screen


Seguindo a tendência dos dispositivos com telas sensíveis ao toque, o Windows 10 permite que todos os aplicativos e configurações sejam adaptados para o modo “touch”, bastando apenas que o usuário selecione uma opção informando que não quer utilizar teclado e mouse.

Integração

Segundo a Microsoft, o Windows 10 utilizado nos computadores será o mesmo instalado em smartphones e tablets. Isso significa que os usuários poderão integrar todos os seus gadgets, e que os desenvolvedores de programas e aplicativos terão mais facilidade para adaptar seus softwares a diversos dispositivos.

Últimas notícias

Comentários