Tire suas dúvidas sobre pneus

Direção "pesada" e dificuldades na frenagem podem ser indicadores de desgaste

por Marcelo Fraga 02/10/2014 14:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Continental/Divulgação
TWI é o principal indicador de que o pneu está na hora de ser substituído. Muitos motoristas aguardam a ausência completa de frisos para fazer a troca, mas isso coloca em risco a segurança (foto: Continental/Divulgação)
Importante item de segurança, os pneus comprometem diretamente a segurança de passageiros e pedestres. Principal ponto de contato entre o veículo e o solo - eles são responsáveis por manter a aderência e estabilidade, fatores essenciais para evitar derrapagens, capotagens, e outros incidentes.

Vários sinais podem ser notados pelos motoristas quando há algo errado com os pneus, como sentir o volante pesado, a direção trepidando e, ainda, perceber que o veículo derrapa na hora das arrancadas e frenagens. "O carro sempre fica mais difícil de guiar se os pneus estão desgastados ou não são os recomendados pelo manual do fabricante. É necessário ter atenção a esses indicadores", alerta Nelson Henrique Neri, instrutor do centro automotivo do Senai.

Um modo simples de descobrir se está na hora de trocar os pneus é observar o TWI - sigla em inglês para Indicador de Desgaste do Trilho, em tradução livre -, ele é um filete de borracha que fica entre os frisos do pneu (ver imagem). Quando o nível dos frisos chega ao TWI, está na hora da troca, explica o instrutor. Muitos condutores esperam o desgate completo do pneu para substituir. O indicador também serve para o proprietário do carro verificar se há desgaste irregular, o que mostra que o veículo está com problemas de calibragem, alinhamento ou balanceamento.

Poucas pessoas sabem, mas pneus têm data de validade e esta informação está gravada no próprio produto. Nelson Henrique Neri diz que, normalmente, esse prazo é de 5 anos, e, mesmo que o pneu nunca tenha sido utilizado, como no caso de estepes, o correto é realizar a troca. Quanto às marcas menos conhecidas, como os pneus chineses, que têm ganhado espaço no mercado brasileiro, o instrutor reforça a necessidade dos consumidores verificarem se o pneu que ele está comprando possui o selo do Inmetro, o que significa que ele foi testado e aprovado pelo órgão.

O manual de instruções do carro é fundamental para o proprietário saber qual o tipo de pneu ideal para seu veículo. Nele também constam a calibragem correta, tanto para o peso normal do automóvel, quanto para os casos de cargas, bagagens e mais passageiros. Por isso, esteja sempre atento à essas informações e quaisquer anormalidades na direção.

Últimas notícias

Comentários