Cachorros podem comer comida humana?

De acordo com especialista, muitos dos alimentos que consumimos podem fazer mal aos cães, e a ração deve ser sempre priorizada

por Bruna Sales 24/10/2014 09:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Valério Ayres/Esp. CB/D.A Press
Muita gente fica com pena do cãozinho de estimação e acaba dando alimentos humanos, que podem ser até tóxicos para ele (foto: Valério Ayres/Esp. CB/D.A Press)
Que atire a primeira pedra quem nunca ficou comovido com os olhinhos "pidões" de seu cachorro de estimação e resolveu, em algum momento, presenteá-lo com um pouco de sua comida. Em alguns lares, o ato de dar alimentos humanos para o cão pode ser pouco frequente ou representar uma bonificação pelo bom desempenho em alguma atividade. Em outros, é uma prática diária, como se o pet fosse mais um integrante da mesa na hora do almoço ou do jantar. Se esse é o seu caso, cuidado, você pode estar envenenando o seu melhor amigo, sem saber.

De acordo com o médico veterinário Julio Cambraia, é um erro alimentar os animais com comida humana, já que a ração de qualidade é suficiente para nutrir o cão de forma completa. "Os animais são muito seletivos na hora de se alimentar. Eles não costumam fazer nenhum tipo de esforço para gostar de alguma coisa nova. Isso dificulta o ato dos humanos oferecerem a eles alimentos que não são fabricados especificamente para o consumo do pet. As rações são confeccionadas de forma bem balanceada para animais e tem como grande vantagem não conter substâncias maléficas ou tóxicas", explica o especialista, que também é professor do curso de veterinária da UFMG.

Mesmo que a maior parte das pessoas compreenda a importância de se dar a ração, muitas vezes, a sensação que fica em nós, humanos, é a de que nossa comida tem melhor aparência e cheiro, e é um grande sacrifício para o cão se alimentar da forma considerada correta. "A cada dia que passa, o sentimento de 'humanização' dos animais está cada vez mais presente nos lares. As pessoas estão esquecendo de tratar os bichos como bichos e, de forma contrária, os transformam em filhos e netos. Isso é um ponto muito negativo e também reflete na alimentação errada do cão", critica Cabraia.

Porém, há alguns alimentos humanos que podem ser ingeridos pelo cachorro, como frango, salmão e cenoura (veja tabela abaixo). Esses, entretanto, devem ser dados de forma complementar e nunca como a única opção de alimentação. "É importante levar o animal ao veterinário para que o profissional possa estipular a quantidade de ração necessária para a nutrição diária do cão. Depois de nutrido na proporção correta, pode-se dar um pouco de comida humana, como forma de agrado, com cuidado para o pet não ficar seletivo e preferir a nossa refeição", explica o professor, deixando claro, mais uma vez, a importância da ração.



Fonte: Portal Mother Nature Network e médico veterinário Julio Cambraia

Últimas notícias

Comentários