Sabia que alguns produtos podem alterar a tireóide e até mudar o sexo do bebê?

Aquecer alimentos em recipientes de plástico, por exemplo, pode representar um risco à saúde e está sendo associado a várias doenças. Entre os artigos considerados perigosos, também estão listados alguns produtos de limpeza e até maquiagem

por Fernanda Nazaré 11/11/2014 09:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Alguns frutos do mar contêm chumbo, que pode causar até um aborto espontâneo (foto: Pixabay)
Limpar a casa, aquecer a comida ou se maquiar são ações do cotidiano que parecem inofensivas. Mas, vários produtos industrializados, como os de limpeza, vasilhas de plástico e algumas maquiagens, contêm substâncias que podem causar doenças que vão de câncer até alteração do sexo do bebê em formação. Esses compostos químicos que afetam nosso organismo e causam até alterações são chamados de desreguladores endócrinos. Ou seja, eles atuam imitando ou inibindo os hormônios que o ser humano produz naturalmente pela tireóide.

saiba mais

Por exemplo, o sexo de um bebê é definido geneticamente no momento da fecundação pelos cromossomos X e Y. Porém, seu sistema reprodutor pode ser alterado durante a gravidez, pelos hormônios produzidos pelas glândulas endócrinas ou por sustâncias artificiais em contato com a mãe.

De acordo com endocrinologista Adauto Versiani, diretor do departamento de endocrinologia da Associação Médica de Minas Gerais, tais alterações causadas por desreguladores endócrinos ainda é recente na literatura médica. "A comunidade científica está preocupada, pois estão registrando cada vez mais casos de pessoas afetadas por esses compostos. O maior problema é que, no Brasil, ainda não há ampla regulamentação dos produtos, para que tragam informações de alerta no rótulo, especialmente quando tiverem um desregulador em potencial", afirma.

Os produtos mais comuns, segundo o médico, são os utensílios de cozinha feitos de plástico. A recomendação é não usar essas vasilhas para guardar alimentos, muito menos aquecê-las no micro-ondas. "O bisfenol A é a sustância mais comum presente em nosso cotidiano, e pdoe ser encontrada nas embalagens plásticas. Se aquecido, esse composto descola e passa para a comida", explica Versiani.

Uma das poucas regulamentações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária direcionadas a esse assunto foi publicada em 2011, proibindo a comercialização de mamadeiras que contenham bisfenol A em sua composição.

Em 2013, a organização norte-americana Environmental Working Group, que trabalha para valorizar as empresas e produtos que fazem bem ao meio ambiente, mapeou substâncias consideradas desreguladoras endócrinas, que foram listadas em seu site (em inglês).

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Últimas notícias

Comentários