Fãs mineiros vão ao delírio em bate-papo com Felipe Neto

O humorista e vlogueiro, famoso por seus vídeos no YouTube, esteve na Bienal do Livro de 2014, no Expominas, em Belo Horizonte

por Marcelo Fraga 21/11/2014 10:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Felipe Neto/Reprodução
O vlogueiro Felipe Neto participa de bate-papo no Expominas e deixa os 600 fãs agitados (foto: Facebook/Felipe Neto/Reprodução)
Uma multidão lotou o espaço Conexão Jovem, da Bienal do Livro de Minas Gerais, para acompanhar um bate-papo com o humorista Felipe Neto, fundador do canal de vídeos online Parafernalha. O carioca de 26 anos – que também é vlogueiro – mostrou que é um verdadeiro fenômeno da internet, pois, a cada brincadeira feita durante a conversa, os cerca de 600 adolescentes presentes no evento iam ao delírio, retribuindo com gritos e muitos aplausos.

Após o bate-papo, Felipe Neto participou de uma sessão de fotos com os fãs, e distribuiu autógrafos em seu primeiro livro, intitulado Por Trás das Câmeras, que narra sua trajetória desde a criação do canal Não Faz Sentido até o auge do sucesso com os canais Parafernalha e a produtora de vídeos Paramaker. O humorista confessou, ainda, que já está escrevendo um segundo livro, que deve ser lançado em breve.

Sobre o sucesso e a transformação de seus canais do YouTube em negócios, Felipe Neto disse, em entrevista coletiva, que sempre teve espírito empreendedor, mas o começo foi difícil: "Antes de gravar vídeos para a internet, criei outras empresas e fui à falência três vezes. Assim que postei o primeiro vídeo e vi o número de acessos crescendo a cada dia, imediatamente imaginei que seria mais uma oportunidade, um novo empreendimento". Atualmente, o humorista está fazendo um curso na consagrada universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Segundo ele, os estudos na terra de Tio Sam vão ajudar a aperfeiçoar sua gestão na produtora Paramaker.

No que diz respeito ao fenômeno dos canais online de vídeos, que possuem milhões de acessos e, a cada dia, ganham mais seguidores, Felipe Neto explicou que há uma mudança no comportamento de quem consome informação e isso pode ser a causa desse fenômeno: "As pessoas, sobretudo os jovens, estão cansados das mídias tradicionais, como a TV. O ambiente virtual é onde a maioria da população passa boa parte do tempo. Na internet, você assiste o que quiser, quando quer, e da maneira que preferir".

Para quem gosta de postar vídeos online, ou deseja criar um canal, Felipe Neto deixa uma dica: "Não se preocupe com comentários negativos sobre seus vídeos. Se as críticas têm algo que você considera importante, leve em consideração. Caso contrário, esqueça quem não gosta, e procure levar sua mensagem a quem acompanha o que você faz".

Confira abaixo o vídeo mais popular do canal Não Faz Sentido no YouTube:

Últimas notícias

Comentários