Durante as férias das crianças, cuidado com os machucados

Especialista mostra o que se fazer quando os pequenos se machucam, e em que ambientes os problemas costumam acontecer com mais frequência

24/11/2014 09:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Em parques e locais de uso público, o risco de infecção é maior, e a lavagem do ferimento é essencial entre os primeiros socorros (foto: Pixabay)
Dezembro está aí, e janeiro está chegando. Com eles, um dos momentos mais esperados pela criançada: as férias. Independentemente do local, em casa, no sítio ou na praia, a diversão é garantida, especialmente, por ser um período em que não há horário para acordar e é possível brincar o dia inteiro. Porém, com tanta brincadeira, o risco dos pequenos se machucarem pode aumentar. Todo cuidado é pouco para evitar problemas.

"Os responsáveis pela criança devem estar atentos caso ocorra algum acidente, como pequenos arranhões ou machucados. Se um ferimento leve não receber a atenção necessária, pode ocasionar problemas de saúde mais graves, como a infecção", explica a dermatologista Anelisa Lamberti.

Entre os lugares mais frequentados durante as férias estão as praias, sítios, parques de diversão e, até mesmo, o próprio lar.

A especialista alerta sobre os principais perigos nesses ambientes e o que fazer se uma criança sofrer algum tipo ferimento:

  • Praia: este é um local onde as crianças brincam mais expostas e, caso haja algum acidente, é fundamental não ter contato com a areia e a água do mar, para evitar o surgimento de infecções mais graves no local

  • Sítio: neste ambiente, o cuidado maior deve ser com a contaminação. Caso a criança se machuque brincando de subir nas árvores ou se arranhe nas plantas (espinhos são comuns nesse local) é essencial que não haja contato com a terra e que o ferimento seja lavado e tratado o quanto antes

  • Parques: para evitar os riscos de acidente nos parques, os responsáveis devem ficar atentos às condições apresentadas pelos brinquedos e respeitar todas as restrições dos equipamentos, como altura e peso mínimo, assim como as contraindicações

  • Casa: as brincadeiras também acontecem dentro de casa e acidentes domésticos são muito comuns entre as crianças. Neste local, é preciso que os pais tomem cuidado em todos os ambientes, mas principalmente nos banheiros e cozinha. Escorregões por conta do piso molhado e pequenas queimaduras são alguns acidentes comuns dentro de casa

Mesmo com os cuidados, o acidente pode vir a acontecer e algumas medidas básicas são essenciais. "Lave o local com água corrente e sabonete neutro. Também pode optar por sabonetes antissépticos, principalmente, quando o ferimento acontece em ambientes de grande circulação de pessoas, como em parques e clubes", diz a Anelisa Lamberti.

Se na fase de limpeza o sangramento não parar, o ideal é utilizar uma toalha limpa e comprimir o local. Segundo a dermatologista, outra opção é levantar o membro machucado. "Se o corte for na região da mão, por exemplo, levante o braço por alguns minutos. Isso porque o sangue é bombeado com determinada pressão e contra gravidade os pequenos sangramentos logo cessam", explica.

Cuidados essenciais com os ferimentos, segundo a especialista:

  • Higienização: lavar o local com água corrente e sabão assim que o ferimento acontecer até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho, como terra ou grama

  • Prevenção de infecções: para prevenir ou tratar o início de possíveis infecções da pele causadas por bactérias após pequenos cortes, arranhões e queimaduras, pode-se usar uma pomada ou líquido antibiótico

  • Proteção do ferimento: cobrir o local com curativo ou gaze limpa e esparadrapo poroso é recomendado somente nos casos em que os ferimentos estejam em locais sujeitos ao atrito, como cotovelos, joelhos, mãos e pés. A recomendação é deixar o ferimento aberto e seco para que a cicatrização aconteça de forma mais rápida

  • Respeitar as "casquinhas": as crostas se formam sobre a pele machucada para protegê-la e caem espontaneamente. Por isso, não deixar que as crianças retirem as crostas é fundamental para a boa cicatrização

Principais fases dos machucados:

  • Rompimento dos vasos superficiais da pele: quando ocorre o sangramento por ruptura de pequenos vasinhos, na sequência, há a formação de coágulos de sangue que, por sua vez, ajudam a estancar o sangramento

  • Inflamação: quando o corpo detecta o ferimento, automaticamente ocorre aumento do fluxo de sangue para aumentar a oxigenação e levar as células de defesa para o local. É neste momento que os glóbulos brancos se aproximam do local ferido para o processo de limpeza biológica, isto é, não permitem que bactérias, poeira ou farpas se fixem no machucado

  • Remodelação: a pele forma novo colágeno, aproximando as bordas e fechando o ferimento. Negros e orientais, por apresentarem pigmentações diferentes e por outras causas ainda pouco conhecidas, podem exibir manchas ou queloides

Últimas notícias

Comentários