Nova legislação aumenta o fator de proteção solar

Com a chegada do verão a incidência de sol pode trazer complicações como alergia e envelhecimento precoce da pele

por Da redação com assessorias 29/12/2014 20:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Com a nova legislação, protetores solares podem ter FPS de 6 a 99, e devem comprovar a eficácia (foto: Pixabay)
Entrou em vigor a nova legislação para protetores solares e agora o Fator de Proteção Solar (FPS) máximo permitido é de 99 e o mínimo subiu de dois para seis. A lei também passa a exigir testes para comprovar a eficácia do protetor e a forma em que as alegações sobre a resistência à água, entre outros benefícios devem ser comprovadas.

Pesquisa realizada pela Mintel, em parceria com a Ipsos Observer Brasil revela que a preocupação das pessoas com os efeitos nocivos do sol vem aumentado principalmente com a chegada do verão. A exposição excessiva ao sol pode causar o envelhecimento precoce da pele, alergias e, nos piores casos, o câncer de pele. É por isso que o uso dos filtros solares é essencial para garantir maior proteção e minimizar os efeitos dos raios UVA e UVB.

Heitor Antonio/Encontro Digital
(foto: Heitor Antonio/Encontro Digital)

Últimas notícias

Comentários