Passear com seu cãozinho faz toda a diferença

Aproveite a época do ano para levar seu animalzinho ao ar livre, levando em conta, claro, a necessidade de cada raça

por Da redação com assessorias 12/01/2015 17:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Raças de pequeno porte, muitas vezes, podem se assustar quando saem de casa pela primeira vez (foto: Pixabay)
Com o verão a todo vapor, os cãezinhos podem desfrutar de mais atividades ao ar livre, tanto ao lado de seus donos como junto a adestradores. Seja na praia, na cidade ou no campo, os passeios ficam ainda mais agradáveis, permitindo que os pets desfrutem da liberdade de forma controlada. Mas, assim como as pessoas, o melhor amigo do homem também precisa se adaptar ao calor e à umidade.

A veterinária Karina Apude, do Planet Dog Resort, lembra que o primeiro item a ser observado é a coleira. "Muitos dos nossos amiguinhos são conduzidos com corda ou coleiras limitantes e pouco resistentes, e os donos não sabem que isso é prejudicial a eles. Isso os limita demais e os deixa mais agitados. Guiar o seu animalzinho com guias retráteis permite a eles mais mobilidade e conforto nas caminhadas, sem contar que o acessório diminui os riscos de sufocamento e traumas no pescoço", explica.

Outro ponto que deve ser levado em conta na hora do passeio é porte do animal, já que os menores tendem a sentir mais medo quando realizam o primeiro contato com a rua. "Assim como as crianças, os filhotes precisam brincar para desenvolver a personalidade afetiva e também um físico mais saudável. Porém, muitas vezes, a primeira saída pode ser muito assustadora para o filhote. Neste momento, é necessário ir com calma, dar passeios curtos e, em principio, procurar fazer caminhos em que não passe na frente de casas com cães, pois isso pode assustá-los", afirma.

Com relação aos cães idosos, com o passar do tempo, eles costumam ter alterações cardíacas e graus elevados de problemas de coluna. "Os exercícios físicos são importantes para a saúde de cães de todas as idades, porém, quando ficam velhinhos, o recomendado é que os seus donos diminuam o ritmo de corridas ou caminhadas e encurtem a distância dos trajetos a serem percorridos, à medida que os animais forem se cansando", relata a veterinária Karina Apude.

Todos os cães, independente de raça ou idade, precisam praticar exercícios diários para manter a forma e a saúde. A quantidade desse exercício varia de acordo com o seu pet, entretanto, conforme você for fazendo dos passeios uma rotina, já se consegue perceber a necessidade do seu animalzinho.

Últimas notícias

Comentários