Como ter o corpo recuperado após a gravidez?

Segundo uma especialista, o melhor é aguardar o tempo necessário para o corpo se recuperar do parto. No começo, o ideal é praticar caminhadas, e 60 dias após o nascimento do bebê, é possível retornar à academia

27/01/2015 10:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Elio Rizzo/Esp. CB/D.A Press
De acordo com a fisioterapeuta, o útero demora 45 dias para voltar ao normal. O melhor é não praticar atividades que possam comprometer a recuperação após o parto (foto: Elio Rizzo/Esp. CB/D.A Press)
Somados os pesos do bebê, da placenta, do líquido amniótico, útero, mamas, sangue e fluídos, músculos e gordura da gestação, é normal e esperado que haja um aumento de nove a quase quinze quilos no corpo da mulher durante esse período. Grande parte desse total é perdido no parto e no período do resguardo. Os cerca de três quilos que efetivamente são de gordura da mulher são perdidos, segundo a fisioterapeuta obstétrica, Dominique Klaczko, com a própria amamentação.

Segundo a especialista, que trabalha com gestação, parto e acompanhamento no pós-parto há mais de 30 anos, mesmo passado o resguardo, é normal que a barriga não seja a mesma de antes. "É preciso esperar sem ansiedade o tempo necessário para o corpo se recuperar da gestação. São necessários cerca de 45 dias para o útero voltar ao tamanho normal", explica.

Para voltar a praticar atividades físicas, Klaczko recomenda cautela para evitar problemas relacionados à intervenções cirúrgicas ou de articulação, que estão mais vulneráveis devido ao efeito da relaxina – hormônio liberado no final da gestação para facilitar a saída do bebê. Para saber quando se está pronta para voltar aos exercícios, ela aconselha começar com atividades leves, como caminhadas de 20 minutos. "Sessenta dias depois do parto, caminhando cerca de uma hora por dia, sem dores ou desconfortos, é possível voltar à academia ou à prática de atividades de maior impacto e intensidade", completa.

E a cinta?

Na opinião da fisioterapeuta, a cinta não favorece a redução da barriga. Segundo ela, o acessório apenas pressiona o local e acaba atrapalhando o trabalho muscular do abdômen que fica comprimido, mas relaxado. Para perder a barriguinha, recomenda exercício físico para tonificar, o que pode ser conseguido em cerca de três meses.

(com Portal EBC)

Últimas notícias

Comentários