Running class: que tal aprender a correr na academia?

Ao contrário do que muitos pensam, a corrida não significa apenas calçar um tênis e ir para a rua. As aulas indoor podem ajudar quem quer correr de forma correta

por Fernanda Nazaré 30/01/2015 08:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Citta-america.com/Reprodução
Com as aulas de corrida indoor, a running class, é possível aprender esse exercício físico antes de ser aplicado nas ruas. Com isso, evitam-se as lesões (foto: Citta-america.com/Reprodução)
Calça de moletom ou de qualquer outro tecido – mesmo que seja confortável – não é recomendada para se usar em corridas. Shorts ou bermudas de elastano são as vestimentas recomendadas por especialistas. Já o tênis, o ideal é que tenha sistema de amortecimento por meio de bolha de ar, gel ou borracha (EVA). Esses detalhes, que podem passar despercebidos para muita gente, fazem toda a diferença com relação ao rendimento da prática da corrida.

Na running class, aula indoor que ensina a correr da maneira certa e com o máximo de aproveitamento, pode ser uma solução para quem ainda tem dúvidas ou não sabe como correr de forma certa. Assim como no spinning (realizado sobre bicicletas especiais), os alunos da aula de corrida ficam lado a lado, numa sala climatizada, com música e sob orientação de um professor de educação física.

Quem pode fazer

Segundo o professor de running class Igor Patti, da academia Body Tech, não há restrição de idade. "As pessoas que mais procuram a aula possuem entre 20 e 60 anos. Mas, adolescentes podem fazer, e idosos também", afirma.

Vestuário

Calças devem ser evitadas, mesmo que sejam confortáveis, por causa do calor. O ideal são shorts de corrida, bermudas de elastano ou short-saia. A camiseta também deve ser de tecido leve e que permita a transpiração adequada. Deve-se evitar camisetas de algodão. De acordo com o professor, não existe tênis específico para esse tipo de prática. O importante é que seja confortável, feito em tecido leve, para evitar o superquecimento, e com sistema de amortecimento de impacto.

A aula

Como explica o educador físico Marcos Marin, da Companhia Athletica, o treino é intervalado. Ou seja, o aluno começa correndo dois minutos e, sem seguida, caminha por um minuto. O que varia para cada pessoa é a velocidade das passadas. Um iniciante corre a 8 km/h enquanto um aluno avançado chega a 14 km/h, por exemplo. "Ao final dessa fase, os alunos já passam a correr por 20 minutos, e dão conta. Mesmo quem nunca correu", conta.

O ideal é realizar a corrida três vezes por semana. "Se for praticar apenas uma vez, a pessoa corre mais risco de sofrer alguma lesão, pois o corpo não se adapta à atividade. Se o aluno pensa em correr uma maratona, por exemplo, podemos aumentar a frequência das aulas para quatro ou cinco vezes por semana. É bom também alternar com outros exercícios físicos, para melhorar o desempenho", explica Marin.

Hidratação

Para se evitar correr com a sensação de peso no estômago, o ideal é beber água até 40 minutos antes da aula. Durante a corrida, a cada 20 minutos, consuma 150 ml de água. "Numa prova oficial de corrida, não é por acaso que os setores de hidratação são distribuídos a cada 3 km", afirma o educador físico Igor Patti.

Benefícios

A running class agrega todos os benefícios de uma atividade cardiovascular: vai da prevenção de doenças cardíacas à manutenção do peso, por meiodo gasto calórico – pode chegar a 500 kcal/aula. O impacto do exercício – por mais que ele seja minimizado pela esteira e pelo tênis – ainda influencia na saúde dos ossos, ajudando a combater a osteoporose. Já com relação ao corpo, a corrida ajuda a deixar os músculos da coxa e da panturrilha mais definidos.

Últimas notícias

Comentários