Cadelas agredidas por empresário reacendem discussão sobre maus-tratos

O carioca Rafael Hermida agrediu duas cadelas da raça buldogue, sem motivo aparente. Especialista fala à Encontro sobre como reconhecer se um animal está sofrendo agressões

por João Paulo Martins 10/02/2015 11:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
As cadelas ficam acuadas enquanto o empresário Rafael Hermida as agride violentamente (foto: YouTube/Reprodução)
Mais uma notícia de violência contra animais estampa as chamadas no noticiário: empresário carioca agride os cães da namorada. A produtora Ninna Mandin, de 26 anos, dona das duas cadelas da raça buldogue francês, já vinha desconfiando das atitudes de seu namorado e resolveu instalar câmeras escondidas no apartamento dela, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. O vídeo, que está causando revolta na internet, mostra Rafael Hermida, empresário de 34 anos, agredindo dois cães de forma arbitrária.

Na primeira cena, ele puxa a cadela pela cabeça e a joga violentamente contra o chão. Em seguida, dá uma cabeçada no outro buldogue. "Em momento algum no vídeo vi o animal tentando dominar seu ambiente, ou ser agressivo. O que vi foi o empresário pegar o cachorro que estava acuado, perto do sofá, e agredí-lo", diz o dog trainer Anderson Tomaz. Como lembra o especialista em adestramento animal, as pessoas devem levar em conta o sentimento que têm por cães antes de deixar um companheiro ficar sozinho com eles. "Muitos dizem gostar de animais, mas costumam perder a paciência quando o cachorro está estressado, por exemplo", completa.

Questionado sobre como reconhecer o comportamento de um cão que vem sofrendo agressões, o dog trainer conta que é fácil saber: "Basta analisar o comportamento do animal quando encontra uma pessoa desconhecida. Ele pode ficar arredio, agressivo ou mesmo urinar de medo". Além disso, os cachorros que sofrem agressões podem se tornar mais submissos.



"Quem tem um bichinho dentro do apartamento precisa saber que cada raça exige um cuidado diferente. O buldogue francês, por exemplo, é muito interativo e precisa gastar energia", afirma Anderson Tomaz, com relação às necessidades dos cães, que, muitas vezes, são deixadas de lado e tornam os animais estressados. Com isso, o ambiente se torna mais propício para uma reação não esperada de uma pessoa.

Se dizendo arrependido, o empresário Rafael Hermida publicou uma foto na sua conta do Instagram para explicar que ama animais, que possui sete cachorros, incluindo um vira-lata que teria achado nas ruas. "Minha ex-namorada está tentando me fazer [sic] parecer um monstro, que não sou", diz a publicação.

A produtora Ninna Mandin, por sua vez, acionou a Polícia Civil do Rio de Janeiro, que abriu um inquérito e está investigando as imagens do vídeo compartilhado no Facebook, que possui quase 500 mil visualizações.

Últimas notícias

Comentários