Governo cria comissão para combater violência contra população LGBT

A comissão interministerial deve analisar os dados sobre os crimes cometidos contra a opção sexual e buscar soluções para esse tipo de violência

10/02/2015 12:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo Pinto/Fotos Públicas/Divulgação
Segundo dados do Disque Denúncia e dos Direitos Humanos, entre 2011 e 2014 o Brasil registrou mais de 7,6 mil denúncias de crimes contra a população LGBT (foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas/Divulgação)
O governo brasileiro formalizou nesta terça-feira, dia 10 de fevereiro, a criação da Comissão Interministerial de Enfrentamento à Violência contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), com a publicação da medida no Diário Oficial. O grupo é composto por representantes das secretarias de Direitos Humanos, de Políticas para as Mulheres, da secretaria-geral da presidência e dos ministérios da Justiça e da Saúde. A comissão foi instituída no último dia 29 de janeiro e será  coordenada pelo departamento de Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos da presidência da república.

De acordo com a secretaria de Direitos Humanos, o grupo interministerial também vai possibilitar o acesso a dados sobre estatísticas e o perfil dos crimes contra a população LGBT.

Dados da Ouvidoria Nacional e do Disque Direitos Humanos (Disque 100) mostram que, entre 2011 e 2014, foram registradas mais de 7,6 mil denúncias de violência contra a população LGBT. Em 2014, os estados com maior número de registros foram São Paulo, com 53 denúncias, Minas Gerais, com 26, e Piauí, com 20. A discriminação foi a causa de 85% das denúncias e a violência psicológica motivou 77% dos registros.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários