Relembre jogos marcantes do Atlético e do Cruzeiro na Copa Libertadores

Selecionamos alguns jogos que marcaram a trajetória dos clubes mineiros na principal competição sulamericana

por Marcelo Fraga 19/02/2015 15:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cruzeiro.com.br/Reprodução e Atlético.com.br/Reprodução
A Copa Libertadores conquistada em 1997 pelo Cruzeiro (esq.), e em 2013 pelo Atlético. Os dois clubes disputam a competição em 2015 com status de favoritos ao título (foto: Cruzeiro.com.br/Reprodução e Atlético.com.br/Reprodução)

Atlético

Como segundo colocado do Campeonato Brasileiro de 1999, o Atlético retornava à Copa Libertadores da América no ano 2000. O clube alvinegro foi eliminado, pelo Corinthians, nas quartas-de-final da competição daquele ano, mas o jogo contra o Cobreloa, do Chile, pela fase de grupos, foi marcante para os torcedores atleticanos. No Mineirão, o Galo venceu os chilenos por 6 a 0, com atuação brilhante do atacante Guilherme, que fez quatro gols na partida.

Partida: Atlético 6 x 0 Cobreloa-CHI (Libertadores 2000 - fase de grupos)
Data:
5/4/2000
Local:
Mineirão - Belo Horizonte-MG



A rivalidade entre Atlético e São Paulo ganhou mais um capítulo na Copa Libertadores de 2013. Os clubes se enfrentaram duas vezes na fase de grupos da competição, e outras duas vezes pelas oitavas-de-final. O Galo levou a melhor sobre os paulistas, inclusive no primeiro jogo da fase eliminatória, quando venceu por 2 a 1 em pleno estádio Morumbi, lotado – estava encaminhada a classificação. Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli fizeram os gols atleticanos.

Partida: São Paulo 1 x 2  Atlético (Libertadores 2013 - oitavas de final 1º jogo)
Data:
2/5/2013
Local:
Morumbi - São Paulo-SP



São Victor do Horto. Assim ficou conhecido o goleiro alvinegro após a segunda partida contra o Tijuana, do México, nas quartas-de-final da Libertadores de 2013. O jogo terminou empatado por 1 a 1, graças a um milagre operado por Victor já nos acréscimos. Nos minutos finais, o árbitro marcou um pênalti para os mexicanos. O atacante Riascos cobrou e o goleiro atleticano defendeu com a perna esquerda, garantindo a ida do Galo à semifinal da competição.

Partida: Atlético 1 x 1 Tijuana-MÉX (Libertadores 2013 - quartas de final 2º jogo)
Data:
30/5/2013
Local:
Arena Independência - Belo Horizonte-MG



Após perder a primeira partida das semifinais da Libertadores 2013, o Atlético precisava superar o Newell's Old Boys, da Argentina, por dois gols de diferença, para levar a segunda partida para os pênaltis e chegar à tão sonhada decisão. Em um jogo extremamente tenso, o Galo só conseguiu o gol salvador, que foi marcado por Guilherme, na metade do segundo tempo. Um apagão no estádio Independência e as defesas de Victor na disputa de pênaltis marcaram o jogo que levou o Galo à inédita final da competição sulamericana.

Partida: Atlético 2 x 0 Newell's Old Boys-ARG (Libertadores 2013 - semi final 2º jogo)
Data: 10/7/2013
Local:
Arena Independência - Belo Horizonte-MG



Faltava apenas um jogo para o fim da Copa Libertadores de 2013. A desejada taça estava em Belo Horizonte, mas o time do Olímpia, do Paraguai, já estava com uma das mãos no troféu. Para mudar a história, assim como no jogo das semifinais, o Atlético precisava vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis, e foi o que aconteceu. Nas penalidades, o atacante Gimenez, do time paraguaio, chutou a última cobrança na trave e fez o Mineirão explodir em alegria com a torcida atleticana comemorando a inédita conquista da América.

Partida: Atlético 2 x 0 Olímpia-PAR (Libertadores 2013 - final 2º jogo)
Data:
24/7/2013
Local:
Mineirão - Belo Horizonte-MG



Cruzeiro


Em 1976, Nelinho, Palhinha, Joãozinho e o goleiro Raul comandavam o Cruzeiro que foi campeão da América. No último jogo da final – que naquela época era disputada em três partidas –, o Cruzeiro conseguiu superar os argentinos do River Plate por 3 a 2 e garantir o título. Um lance inusitado entraria para a história naquela decisão da Libertadores: no terceiro gol do Cruzeiro, Nelinho se posicionava para cobrar uma falta, quando Joãozinho se antecipou ao cobrador oficial da equipe e marcou o gol que sacramentou a conquista.

Partida: Cruzeiro 3 x 2 River Plate (Libertadores 1976 - final 3º jogo)
Local:
Estádio Nacional de Santiago - Santiago-CHI
Data:
30/07/1976



No ano de 1994 o Cruzeiro conseguiu uma verdadeira façanha: se tornou um dos poucos times a vencer o poderoso Boca Juniors, da Argentina, em seu lendário estádio La Bombonera, em jogo válido pela Copa Libertadores. O clube celeste ganhou por 2 a 1, com gols dos atacantes Luiz Fernando e do, ainda jovem, Ronaldo, o fenômeno.

Partida: Boca Juniors 1 x 2 Cruzeiro (Libertadores 1994 - fase de grupos)
Data:
16/03/1994
Local:
La Bombonera - Buenos Aires-ARG



O bicampeonato do Cruzeiro na Libertadores veio em 1997. Após um empate por 0 a 0 no Estádio Nacional do Peru, em Lima, os mineiros venceram os peruanos do Sporting Cristal por 1 a 0, no Mineirão, e faturaram a taça. O gol do título foi marcado pelo atacante Elivelton.

Partida: Cruzeiro 1 x 0 Sporting Cristal (Libertadores 1997 - final 2º jogo)
Data:
13/8/1997
Local:
Mineirão - Belo Horizonte-MG



Um dos maiores clássicos do futebol brasileiro seria também o grande duelo das quartas-de-final da Libertadores de 2009. Cruzeiro e São Paulo fizeram dois jogos tensos e o time mineiro venceu as duas partidas. A primeira, por 2 a 1, no Mineirão, e a segunda, por 2 a 0, na casa dos paulistas.

Partida: São Paulo 0 x 2 Cruzeiro (Libertadores 2009 - quartas de final 2º jogo)
Data:
18/06/2009
Local:
Morumbi - Belo Horizonte-MG



Em 2009, os torcedores cruzeirenses viveram um dia fatídico. Tudo se encaminhava para que o time celeste se sagrasse, pela terceira vez, campeão da Libertadores da América. O Cruzeiro chegou a mais uma final da competição, mas foi derrotado pelo
Estudiantes, da Argentina, em pleno Mineirão. Mas a vingança – guardada a devida proporção – viria dois anos mais tarde. Os dois times voltaram a se enfrentar, desta vez, pela fase de grupos da Libertadores de 2011, e o clube mineiro aplicou uma verdadeira goleada nos argentinos: 5 a 0.

Partida: Cruzeiro 5 x 0 Estudiantes (Libertadores 2011 - fase de grupos)
Data:
16/02/2011
Local:
Arena do Jacaré - Sete Lagoas-MG

Últimas notícias

Comentários