Câncer de língua como o de Bruce Dickinson é raro, diz médico

Possivelmente o vocalista da banda Iron Maiden deve ter adquirido o tumor com o abuso de cigarro e álcool, os dois principais causadores dessa doença

por João Paulo Martins 25/02/2015 17:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
IronMaiden.com/Reprodução
Apesar do susto que deu nos fãs com a notícia do câncer na língua, o vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, já se tratou e deve se recuperar totalmente até maio de 2015 (foto: IronMaiden.com/Reprodução)
Famoso por seus agudos, Bruce Dickinson, vocalista da banda de heavy metal inglesa Iron Maiden, em um exame de rotina realizado antes do Natal de 2014, foi diagnosticado com um pequeno tumor cancerígeno em sua língua. O famoso músico realizou o tratamento de radioterapia e quimioterapia durante sete semanas, e, agora, está se recuperando.

No caso de Bruce Dickinson, o tumor estava em estágio inicial e, segundo o comunicado emitido pelo hospital que o tratou, o "prognóstico do paciente é considerado muito bom". A expectativa é que o cantor esteja em plena forma até maio deste ano. Agora, com relação à volta aos palcos com a banda Iron Maiden, ainda não existe informação oficial sobre datas.

Esse tipo de tumor que afetou o cantor inglês é extremamente raro em pessoas que mantêm um hábito saudável. "A gente classifica esse tipo de tumor que acometeu o músico de câncer de cabeça e pescoço. Ele não tem alta prevalência, por isso é pouco conhecido. E pode atacar também a faringe e a laringe, como foi o caso do ex-presidente Lula", explica o oncologista Alexandre Chiari, da clínica Oncomed em Belo Horizonte.

Segundo o especialista, todos os tumores que atingem a região da boca e da garganta possuem uma causa em comum: tabagismo associado ao etilismo. Ou seja, quem fuma muitos cigarros e bebe álcool constantemente, está mais propício ao surgimento de câncer na língua, por exemplo. "Em 20 anos de profissão, só presenciei um caso de uma paciente que tinha câncer na boca e nunca havia fumado ou bebido. Ela adquiriu o problema devido a uma prótese dentária", conta o oncologista.

Com relação ao tratamento, Alexandre Chiari diz que depende de cada caso, mas, normalmente, quando diagnosticado no estágio inicial, pode ser feita cirurgia para retirada do tumor, seguida de radioterapia – ou então a conjunção entre a quimioterapia e a radioterapia, como foi o caso de Bruce Dickinson. "Mas, depende muito de uma avaliação individualizada do paciente. É preciso saber qual a extensão da doença, se há comprometimento do pescoço", conclui o médico.

Últimas notícias

Comentários