Vídeo mostra radar de avanço de sinal flagrando motoristas que passavam no verde

Com milhares de compartilhamentos no Facebook, a imagem foi gravada em Belo Horizonte e mostra um equipamento que estaria desregulado e 'flagrando' carros que passavam no semáforo aberto

30/03/2015 17:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Google Maps/Reprodução
O radar de avanço de sinal vermelho que consta do vídeo fica na avenida Afonso Pena, no cruzamento com a rua Tupinambás, no centro de Belo Horizonte (foto: Google Maps/Reprodução)
Imagine ser multado por fazer a coisa certa? Isso poderia ter acontecido a vários motoristas que trafegaram pela avenida Afonso Pena, sentido Mangabeiras, quando passaram pelo cruzamento com a rua Tupinambás e foram "fotografados" pelo radar de avanço de sinal, mesmo quando a luz do semáforo estava verde. Essa cena consta de um vídeo que está circulando no Facebook, publicado dia 27 de março, e que vem gerando discussão na rede social.

O usuário que postou o vídeo, Edson Almeida, explica o conteúdo do mesmo em seu post que já foi compartilhado mais de 1,7 mil pessoas: "Semáforo verde para os carros, mesmo assim, o radar estava fotografando todos os veículos que passavam". Em outra publicação, mais recente, desta segunda, dia 30 de março, ele chega a avisar os motoristas: "Quem recebeu multa de trânsito por avanço de semáforo em BH, pode esta sendo lesado".



Procurada pela Encontro, a BHTrans informa, por meio de sua assessoria, que o sistema dos detectores de avanço do sinal vermelho do semáforo só é ativado quando o veículo ultrapassa a linha de retenção com o sinal no modo vermelho. Caso o semáforo esteja com a luz amarela ou verde acesas, o detector não é acionado. "No caso exibido no vídeo, o flash do equipamento estava disparado enquanto o semáforo estava verde, mas o equipamento não estava registrando infrações. A legislação de trânsito brasileira exige que a imagem registrada pelo equipamento contenha as informações do veículo [placa, marca e modelo], a faixa de retenção e o foco vermelho do semáforo. Se esses elementos não estiverem presentes na imagem registrada, a multa não é processada", explica a nota enviada pela empresa.

A BHTrans lembra ainda que os detectores de avanço de sinal vermelho são mecanismos importantes para se reduzir o número de acidentes fatais e não fatais nos cruzamentos, bem como o grau de severidade destes. De acordo com números do Detran-MG divulgados pela empresa de trânsito de BH, a taxa de atropelamentos por 10 mil veículos passou de 61,02 no ano 2000 para 14,36 em 2013, após a implantação dos radares de avanço de sinal.

Últimas notícias

Comentários