Por que mulher fica com vontade de comer doce na TPM?

Segundo especialista, isso ajuda na produção de serotonina, o que diminuiu a irritabilidade

por Da redação com assessorias 06/04/2015 15:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Massagem.net/Reprodução
De acordo com a nutricionista, é melhor consumir um pouco de doce para amenizar os efeitos da TPM, do que tentar enganar o corpo, o que acaba levando ao consumo maior de calorias (foto: Massagem.net/Reprodução)
Durante a rotina dinâmica e cheia de compromissos na vida da mulher moderna, o famoso "docinho" pode ter papel fundamental para controlar as emoções. Mas, porque esse é um componente que funciona tão bem em determinadas situações, como nas crises da TPM (tensão pré-menstrual), por exemplo?

Segundo a nutricionista Marcia Daskal, da Recomendo Assessoria em Nutrição, a oscilação hormonal durante a TPM é um fator determinante para o aumento da procura das mulheres por alimentos doces. "Junto com as alterações hormonais, que naturalmente acontecem no período que antecede a menstruação, há também uma queda no nível de serotonina. Esse neurotransmissor é responsável pela sensação de felicidade, bom humor e bem-estar. A baixa desse componente explica sintomas como irritabilidade, variação de humor e aumento da fome, especialmente por doces, numa tentativa do organismo de conseguir mais carboidratos, para aumentar a síntese de serotonina. Por isso, mesmo quem não costume comer doces, durante a TPM, se a mulher volta para o açúcar como uma fonte de bem-estar", explica a especialista.

Após a ingestão do doce, é comum que as mulheres ficarem desconfortáveis, com o sentimento de culpa. Porém, como diz a nutricionista, esse consumo não é prejudicial à saúde, mesmo quando se está de dieta. "O segredo está no equilíbrio. Qualquer ingrediente em excesso não faz bem. O açúcar em pequenas quantidades, e associado a uma vida saudável, é uma ótima fonte de prazer. O essencial é respeitar a vontade do corpo", diz a nutricionista.

Para a especialista, é melhor comer um doce quando se tem vontade, do que tentar enganar o organismo com outras opções, mesmo que sejam as menos calóricas. Assim, o consumo se torna mais inteligente. "Normalmente, o que acontece é que as mulheres comem 'o mundo', tentando driblar a vontade do doce. Depois, acabam não resistindo e comendo o doce. Matar logo a vontade com um pouquinho do doce resolve o problema e economiza essas outras calorias desnecessárias", afirma.

Últimas notícias

Comentários