Idosos são maioria dos pacientes com câncer, diz estudo

Segundo a pesquisa do Icesp, 61% dos atendimentos no instituto são feitos em pacientes com mais de 60 anos

08/04/2015 13:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Oncologista Paulo Hoff alerta para a necessidade da prevenção: "É fundamental que homens e mulheres, acima dos 50 anos façam, anualmente, check-up para detectar o câncer no início" (foto: Pixabay)
Uma pesquisa inédita do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) mostrou que os idosos correspondem à metade dos atendimentos na unidade. De acordo com os dados apurados, os homens com mais de 60 anos representam 61% das pessoas em tratamento. Entre os tipos de tumores mais comuns estão os dos órgãos genitais (próstata, pênis e testículos), órgãos digestivos (estômago, esôfago, intestino, cólon e reto) e aparelho respiratório.

Entre as mulheres, que totalizam 39%, o câncer nos órgãos digestivos lideram a lista, seguido de tumores na mama e nos órgãos genitais. O levantamento mostra que os pacientes com mais de 60 anos respondem por 54% das cirurgias.

O oncologista Paulo Hoff, diretor-geral do Icesp, explica que a parcela da população brasileira que mais cresce é a de idosos e o câncer já ocupa o segundo lugar como causa de morte entre essa faixa etária. "É de extrema importância estarmos preparados para oferecer um acompanhamento geriátrico completo que, aliado as novas técnicas cirúrgicas e as drogas modernas, proporcione mais possibilidades de tratamento e qualidade de vida aos pacientes maduros".

Segundo o especialista, ainda há a crença de que o principal fator para o surgimento do câncer é a genética, mas apenas 10% dos tumores estão ligados a essa questão. "Por isso, é fundamental que homens e mulheres, acima dos 50 anos façam, anualmente, check-up para detectar o câncer no início, como o exame físico da próstata [toque retal], a mamografia e o papanicolau, por exemplo".

Além disso, como lembra o oncologista, o ideal é manter uma dieta equilibrada, evitando o consumo excessivo de carnes vermelhas e bebidas alcoólicas, não fumar e praticar exercícios físicos por pelo menos 30 minutos diários.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários