Brasil quer que 95% da população tenha internet banda larga até 2018

Essa é a intenção do Ministério das Comunicações, segundo Ricardo Berzoini, que diz ainda que já estão trabalhando para que esse plano se concretize

30/04/2015 16:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Segundo Berzoini, as tecnologias 3G e 4G devem ser a opção para que quase a totalidade dos brasileiros tenham acesso à internet banda larga (foto: Pixabay)
Segundo o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, uma equipe do ministério está finalizando a estratégia que vai garantir, até 2018, internet de banda larga para 95% da população brasileira. Como ele explica, o desafio será garantir a conexão em velocidade média de 25 megabites. Em audiência pública realizada na Câmara dos Depuatdos, Berzoini conta que, atualmente, todas as escolas urbanas contam com internet, mas a velocidade baixa acaba limitando o uso do serviço à area administrativa das escolas.

"Para o processo pedagógico, a internet ainda tem pouco utilidade. Uma banda larga para uma escola que possa dar conteúdo digital para o aperfeiçoamento do processo educacional precisa de algo em torno de 50 a 100 megabites para ter funcionalidade", explica.

O ministro diz que as tecnologias de comunicação são do interesse de todo cidadão e influenciam áreas como as de saúde, educação e transporte. "O Brasil é o quinto maior mercado do mundo e o que mais se desenvolve como produtor e consumidor de tecnologia da informação", conta.

Ao descrever as tarefas conduzidas pelas secretarias do ministério, Berzoini afirma que o foco está no investimento para ampliação dos serviços 3G e 4G de telefonia celular. Segundo ele, as duas tecnologias mantêm crescimento "vertiginoso" e, por isso, as empresas ainda têm metas a cumprir. "Temos queixas constantes quanto ao serviço. A Anatel tem o trabalho de fiscalizar e de aplicar as multas. Temos buscado formas de fazer com que essas multas alavanquem a qualidade do serviço", afirma.

O ministro lembra também que a Lei das Antenas, em vigor, aprovada pelo Congresso e sancionada pelo Planalto, vai ampliar a qualidade da telefonia no país. A legislação facilita o processo de autorização para instalação de antenas nas cidades brasileiras. "Um dos principais motivos para a dificuldade de cobertura de celular com qualidade decorre da demora de licença que municípios concediam. Agora, além da Lei das Antenas, temos ainda a desoneração de pequenas antenas para cobertura em áreas de sombra", completa.

(com Portal EBC)

Últimas notícias

Comentários