Saiba mais sobre o vírus zika, os sintomas e a prevenção dessa nova doença

Até agora, 16 pessoas foram confirmadas como portadoras da febre zika, que é transmitida pelo Aedes aegypti, e todas elas são da região nordeste do Brasil

20/05/2015 11:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas/Divulgação
O Aedes aegypti é responsável pela transmissão da dengue, da chikungunya e também da febre zika, que chegou há pouco tempo no Brasil (foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas/Divulgação)
O Ministério da Saúde confirmou na quinta-feira, dia 14 de maio, um total de 16 casos de zika vírus no país – oito na Bahia e oito no Rio Grande do Norte. A doença é transmitida por meio da picada do Aedes aegypti, mesmo mosquito transmissor da dengue.

A análise feita pelo Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (ICS/UFBA), apresentou amostras com resultado preliminar de Zika Vírus. Essas amostras foram encaminhadas aos laboratórios de referência Instituto Evandro Chagas e ao Centro de Controle, que atestou positivo para o exame de 16 pessoas que apresentaram resultados preliminares para o vírus.

A suspeita é de que o vírus, que está sendo identificado pela primeira vez na América Latina, tenha chegado ao país durante a Copa do Mundo, trazido por turistas africanos ou asiáticos, regiões onde a doença é bastante comum.

O que é o vírus zika?

Da família Flaviviridae e do gênero Flavivirus, o Zika Vírus provoca uma doença com sintomas muito semelhantes ao da dengue, febre amarela e chikungunya.

O vírus foi isolado pela primeira vez no fim da década de 1940, por meio de estudos realizados em macacos que habitavam a floresta de Zika, na Uganda.

O primeiro caso da doença documentada em um humano é de 1964 e relata os mesmos sintomas observados atualmente. O primeiro surto da doença observado fora dos continentes da Ásia e da África foi registrado em 2007, na Oceania.

Quais são os sintomas?

De baixa letalidade, a chamada febre zika causa febre baixa, hiperemia conjuntival (olhos vermelhos) sem secreção e sem coceira, artralgia (dores nas articulações) e exantema maculo-papular (manchas ou erupções na pele com pontos brancos ou vermelhos), dores musculares, dor de cabeça e dor nas costas.

Como se dá a transmissão?

O Zika Vírus é transmitido pela picada dos mosquitos da família Aedes (aegypti, africanus, apicoargenteus, furcifer, luteocephalus e vitattus). A partir da picada infectada, a doença tem um período de incubação de aproximadamente quatro dias até os sintomas começarem a se manifestar e os sinais e sintomas podem durar até 7 dias.

Qual é o tratamento?

Como não existe um medicamento específico contra o vírus, o tratamento feito apenas para aliviar os sintomas. Assim, o uso de paracetamol, sob orientação médica, é indicado nesses casos.

Conforme orientações do Ministério da Saúde, deve-se evitar o uso de ácido acetilsalicílico e drogas anti-inflamatórias devido ao risco aumentado de complicações hemorrágicas, como ocorre com a dengue.

Como se prevenir?

Como o Zika Vírus é transmitido por meio da picada do mosquito Aedes aegypti, as medidas de prevenção e controle são as mesmas já adotadas para a dengue, febre amarela e chikungunya, como eliminar os possíveis criadouros do mosquito, evitando deixar água acumulada em recipientes como pneus, garrafas, vasos de plantas, entre outros.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários