Vídeo fofo mostra cadela cuidando de gatinhos, e faz sucesso na internet

Com mais de 2,5 milhões de visualizações no YouTube, o vídeo mostra o instinto materno do cão, que se sobressai à diferença das espécies

por Vinícius Andrade 01/06/2015 18:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
O instinto maternal da cadela faz com que ela tire o gatinho da mulher que o está amamentando, para levá-lo para junto dos demais filhotes (foto: YouTube/Reprodução)
Alguns comportamentos dos animais são capazes de encantar qualquer ser humano. Desta vez, trata-se de uma mamãe cadela que está roubando a cena e deixando muita gente impressionada. No vídeo, que tem mais de dois milhões e meio de acessos no YouTube, a cachorra "adota" filhotes de gato como parte de sua cria e esbanja carinho com o animal de outra espécie. Os gatinhos parecem não entender o que está acontecendo, mas se dão bem com os novos coleguinhas.

Na filmagem, os gatos não chegam a amamentar na cadela, mas, será que existe algum problema caso bebessem o leite de uma espécie diferente?

Veja o vídeo:


Segundo a médica veterinária Luciana Guimarães, o alimento não iria fazer mal para o filhote, no entanto, ela alerta para alguns cuidados: "Como a cadela passa a imunidade para o filhote pelo colostro [forma de leite secretado pela maioria dos mamíferos nos primeiros dias de amamentação pós-parto], os anticorpos não vão fazer o mesmo efeito para o gato, já que eles estão sujeitos a doenças diferentes em relação aos cachorros". Neste caso, os felinos teriam de ser vacinados mais cedo, para receberem os anticorpos necessários.

Extinto materno

No vídeo, a cadela chega a tomar o gatinho das mãos da mulher que o amamenta, para dar maior aconchego ao filhote. De acordo com Luciana, nesse caso, a mamãe entendeu que os felinos faziam parte de sua cria. "Ela agiu pelo extinto materno. A cachorra pode reconhecer os gatinhos como filhotes e não fazer essa distinção de espécie", diz a veterinária.

Últimas notícias

Comentários