Quais substâncias podem ser usadas durante a amamentação?

Ministério da Saúde possui até cartilha para conscientizar as mamães sobre quais produtos podem ser usados durante o período em que o bebê se alimenta apenas com leite materno

02/06/2015 15:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Amamentareh.com.br/Reprodução
Entre os produtos que podem ou não ser usados durante o período da amamentação, as tintas de cabelo estão liberadas, mas o formol é contraindicado (foto: Amamentareh.com.br/Reprodução)
Não apenas durante a gravidez, mas também nos primeiros meses de vida do bebê, muitas mães ficam perdidas sobre o que podem ou não consumir. A utilização de medicamentos durante a amamentação, por exemplo, costuma ser permeada de dúvidas e, frenquentemente, de erros.

Sendo fundamental para a saúde da criança, pela sua disponibilidade de nutrientes e substâncias imunoativas, o leite materno deveria ser o único alimento do bebê nos seus primeiros seis meses de vida. Porém, em muitos casos, é recomendada a interrupção da amamentação durante um tratamento medicamentoso.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), porém, na maioria das vezes, é possível compatibilizar o tratamento com a manutenção da amamentação.  

É o que se percebe na publicação Amamentação e Uso de Medicamentos e Outras Substâncias, lançada no ano 2000 pelo MS e reeditada em 2010. O manual, que aponta os medicamentos e outras substâncias que podem ser transferidas para o leite materno e seus possíveis efeitos no lactente, revela que poucos fármacos são formalmente contraindicados. "A maioria das drogas passa para o leite materno, mas em pequenas quantidades; e mesmo quando presentes no leite, as drogas poderão ou não ser absorvidas no trato gastrointestinal do lactente", diz o texto.

A avaliação dos medicamentos no guia é feita com base em três marcadores: uso compatível com a amamentação; uso criterioso durante a amamentação; e uso contraindicado durante a amamentação. A lista abrange desde vacinas e antidepressivos a analgésicos e antibióticos. Para além dos remédios, também entram em análise na publicação a ingestão de vitaminas e de certos alimentos (como cafeína, aspartame e chocolate) e o uso de fitoterápicos e cosméticos.

Confira abaixo algumas das substâncias avaliadas no manual. Para acessar a lista completa, clique aqui.

Antiácidos:

  • Esomeprazol: uso compatível com a amamentação
  • Lansoprazol: uso criterioso durante a amamentação

Descongestionantes nasais:

  • Fenilpropanolamina: uso compatível com a amamentação
  • Efedrina: uso criterioso durante a amamentação

Antitussígenos (contra tosse):

  • Codeína: uso compatível com a amamentação
  • Dropropisina: uso criterioso durante a amamentação

Vasopressores:

  • Adrenalina: uso compatível com a amamentação
  • Efedrina: uso criterioso durante a amamentação

Antibióticos:

  • Amoxicilina: uso compatível com a amamentação
  • Levofloxacina: uso criterioso durante a amamentação
  • Linezolida: uso contraindicado durante a amamentação

Contraceptivos:

  • Dispositivo intrauterino (DIU): uso compatível com a amamentação
  • Drospirenona: uso criterioso durante a amamentação
  • Anticoncepcional hormonal combinado: uso contraindicado durante a amamentação

Cosméticos:

  • Tinturas para cabelo: uso compatível com a amamentação
  • Amônia: uso criterioso durante a amamentação
  • Formol: uso contraindicado durante a amamentação

(com Portal EBC)

Últimas notícias

Comentários