Fazer 100 anos, para um time de futebol, é bom sinal?

Será que existe mesmo uma espécie de 'maldição' para os clubes brasileiros no ano em que celebram o centenário?

por Vinícius Andrade 17/06/2015 08:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação
No ano em que celebrava seus 100 anos, a Seleção Brasileira sofreu a histórica derrota por 7 a 1 para a Alemanha, pela semi-final da Copa do Mundo de 2014 (foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação)

saiba mais

Os anos vão passar, mas o vexame dos 7 a 1 para a Alemanha, na última Copa do Mundo, ficará eternizado na história. Além de decepcionar a torcida verde e amarela em pleno Mineirão, a Seleção Canarinho sofreu a acachapante derrota justamente no ano do seu centenário. Seria a maldição dos 100 anos?

Completar um século de vida é motivo de alegria para qualquer clube, mas, no país do futebol, essa data soa mais como um pesadelo. À exceção de Vasco, Internacional e Santos, todos os outros grandes times brasileiros que alcançaram essa façanha não tiveram muitas razões para comemorar.

Confira o que aconteceu no centenário dos principais clubes brasileiros

Atlético Mineiro

O ano de 2008 gerou grande expectativa no torcedor atleticano, mas foi decepcionante dentro de campo e tumultuado nos bastidores. O centenário do clube foi marcado pela ausência de títulos e pela renúncia de Ziza Valadares, presidente do Galo na ocasião. A equipe ainda fracassou no estadual, ao perder a decisão para o Cruzeiro por 5 a 0 no primeiro jogo da final. Na segunda partida, outra derrota por 1 a 0, e a confirmação do título celeste. No Campeonato Brasileiro, a modesta 12ª colocação frustrou a torcida.

Corinthians

A equipe contava com o fenômeno Ronaldo e até fez uma boa exibição no Campeonato Brasileiro de 2010, terminando na terceira posição. Conseguiu a melhor campanha na fase de grupos da Copa Libertadores, mas foi eliminado logo nas oitavas-de-final pelo Flamengo. No Paulista, foi apenas o 5º colocado.

Grêmio

Justamente no dia em que o clube comemorava os 100 anos (15 de setembro de 2003), o time gaúcho amargava a lanterna do Brasileirão. No entanto, o Grêmio conseguiu escapar da segunda divisão na última rodada. Foi eliminado na Libertadores nas quartas-de-final e fracassou na Copa Sul-Americana (deixou a competição na primeira fase) e no estadual, terminando na sexta posição.

Fluminense

A conquista do Campeonato Carioca, em 2002, indicava um ano promissor. No entanto, o Tricolor não levantou mais nenhum caneco na temporada. Foi eliminado da extinta Copa dos Campeões nas quartas-de-final, para o Palmeiras, deixou o Brasileiro na semifinal, ao ser batido pelo Santos, e parou nas quartas na Copa do Brasil.

Palmeiras

O ano de 2014 poderia ter sido desastroso para o time paulista. Ele lutou até a última rodada contra a zona da degola no Brasileirão e só se livrou graças à vitória do rival Santos sobre o Vitória, que acabou rebaixando a equipe baiana. Na Copa do Brasil, foi eliminado pelo Atlético Mineiro, que acabou se sagrando campeão. No estadual, os alviverdes caíram na semifinal para o Ituano.

Flamengo

Para comemorar o centenário, em 1995, o time rubro-negro montou o ataque dos sonhos, com Romário, Edmundo e Sávio. A expectativa não se traduziu em resultados e a torcida flamenguista não pôde comemorar nenhuma conquista. Entre os 24 participantes do Brasileiro daquele ano, o Flamengo conseguiu a 21ª melhor campanha. Foi vice-campeão do Carioca e da Supercopa da Libertadores. Na Copa do Brasil, caiu na semifinal.

Exceções:

Vasco

A equipe não foi bem no Campeonato Brasileiro de 1998, terminando em 10º lugar. Porém, o Gigante da Colina conquistou a Copa Libertadores daquele ano, em uma campanha que jamais será esquecida pelo torcedor vascaíno. O time alvinegro ainda foi campeão Carioca e vice do Mundial de Clubes.

Internacional

O centenário do clube ficou mais marcado pelas boas campanhas do que pelas grandes conquistas. Em 2009, o Colorado foi campeão Gaúcho e ainda faturou a Copa Suruga. Foi vice do Brasileiro, da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana.

Santos

Liderado pelo craque Neymar, o Peixe foi campeão paulista e da Recopa Sul-Americana, em 2012. Com as constantes convocações do principal jogador para a Seleção Brasileira, o time paulista conseguiu apenas a oitava colocação no Campeonato Brasileiro.

Últimas notícias

Comentários