Existe uma quantidade normal de espirros por dia?

Especialista fala sobre esse ato 'violento' de se expulsar um corpo estranho de nosso organismo

por Vinícius Andrade 17/06/2015 16:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
O ácaro é um dos grandes vilões das pessoas alérgicas, e vive em praticamente toda a casa (foto: Pixabay)
Já parou para contar quantas vezes você espirra num dia? Sabia que o maior "ataque" de espirros, que foi registrado pelo Guinnes Book of Records, é da inglesa Donna Griggiths? Aos 12 anos de idade, ela espirrou durante 977 dias ininterruptos (de janeiro de 1981 a setembro de 1983), totalizando mais de um milhão de "atchins". Obviamente, foi um comportamento anormal do organismo da garota. Mas, será que existe um número considerado "aceitável" de espirros por dia?

Segundo o alergista Claudio Ianni, membro da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia de Minas Gerais, não existe uma média de espirros classificada como normal. O ato é um mecanismo habitual das vias aéreas superiores, e qualquer pessoa, independente de ser alérgica ou não, está sujeita praticá-lo. "Quando você espirra, o ar sai com uma velocidade muito grande e limpa aquilo que está irritando o nariz. Pode ser por causado pela fumaça, pólen, poeira, ácaro e outros elementos", aponta o especialista.

Como lembra o médico, o espirro é uma forma de defesa do organismo, que expulsa, automaticamente, qualquer substância estranha. Muitas pessoas apontam o ar condicionado com um dos grandes vilões para as sucessivas sequências de espirros. No entanto, Claudio Ianni explica que o aparelho, em si, não é o causador das crises alérgicas. "Existem pessoas que não toleram bem o ar frio. Ele irrita a mucosa, e, esta, fica mais sensível. Quando o nariz entra em contato com a poeira, a pessoa espirra com mais facilidade", diz o alergista. Se você costuma espirrar com muita frequência, o médico recomenda a limpeza do anriz com soro fisiológico durante o período de trabalho, ou em que estiver num ambiente que cause irritação.

Confira abaixo os alérgenos mais comuns encontrados em nosso ambiente:

  • Ácaros: invisíveis a olho nu, são insetos da ordem dos aracnídeos e se reproduzem rapidamente em condições de calor (entre 20° C e 30° C) e umidade favoráveis. Os mais comuns vivem em carpetes, tapetes, camas e bichos de pelúcia

  • Pólen: muitos ataques de espirros são causados por esses minúsculos grãos produzidos pelas flores. Temperaturas amenas no inverno e pouco sol favorecem a quantidade de pólen em suspensão

  • Mofo: ele se transposta pelo ar e, quando inalado, pode causar rinite, conjuntivite e asma. Por contágio, contamina frutas e sementes, sendo responsável pelos bolores que se instalam em alimentos

  • Animais de estimação: depois de pólen e da poeira, os pets são os maiores responsáveis por alergias respiratórias. Os alérgenos dos gatos, por exemplo, permanecem no ambiente mesmo meses após a ausência do felino

  • Cosmético: já espirrou perto de uma pessoa muito perfumada? O contato com perfumes, sabonetes e xampus com cheiro forte pode produzir irritação nas mucosas

Últimas notícias

Comentários