Conheça a moringa oleífera, que possui alto poder nutritivo

Essa árvore indiana pode ser usada até mesmo para despoluir a água

por Marcelo Fraga 07/07/2015 14:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Antonie Van Den Bos/Aycronto.com/Reprodução
A moringa oleífera é originária da Índia e todas as suas partes são aproveitáveis, e suas folhas e sementes são ricas em nutrientes (foto: Antonie Van Den Bos/Aycronto.com/Reprodução)
Mais vitaminas que a cenoura e a laranja; mais cálcio que o leit; e mais ferro que o espinafre. Essas são algumas das propriedades da moringa oleífera, uma árvore de origem indiana, que é resistente à seca e pode ser encontrada em vários países, incluindo o Brasil. Na região nordeste do país, ela é conhecida como quiabo de quina ou lírio branco.

Segundo a professora Francinete Veloso, do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG, quase todas as partes da árvore são comestíveis: "As folhas, flores e vagens podem ser ingeridas. Nas folhas, podemos encontrar alto teor de vitaminas A e C, além de cálcio, ferro e fósforo".

Na Índia, a planta é muito usada na medicina alternativa, uma vez que as sementes possuem substâncias que podem ajudar a equilibrar a pressão arterial, como explica Francinete Veloso. A especialista diz, ainda, que antioxidantes também são encontrados na semente da moringa.

Essa "super-planta" também pode ajudar em processos de despoluição da água. "Quando o pó das sementes é adicionado a águas turvas, ele atrai diversas partículas contaminantes, como bactérias e argila", explica a professora da UFMG.

Atualmente, são conhecidas 14 espécies de moringa. A árvore não requer muitos cuidados para sobreviver e cresce rapidamente, inclusive em solos sem nutrientes e em condições de seca extrema.

Últimas notícias

Comentários