Dilma vai continuar até o final do mandato, diz Michel Temer

Vice-presidente assegura que a presidente manterá seu governo com tranquilidade até 2018

09/07/2015 18:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Romério Cunha/Fotos Públicas/Divulgação
"Ela tem uma capacidade extraordinária de trabalho, conhece o Brasil como poucos", diz o vice-presidente Michel Temer (foto: Romério Cunha/Fotos Públicas/Divulgação)
O presidente da república em exercício, Michel Temer, disse nesta quinta, dia 9 de julho, que a presidente Dilma Rousseff – que está participando do encontro do Brics na Rússia – terminará seu mandato em 2018.

Questionado sobre até quando o PMDB vai segurar a presidenta em meio à crise política, Temer responde: "Ninguém precisa segurar porque a presidente Dilma vai continuar até o final de seu mandato, com muita tranquilidade. Ela tem uma capacidade extraordinária de trabalho, conhece o Brasil como poucos. O PMDB é um partido aliado e, naturalmente, está colaborando com a presidente Dilma e com o país".

Sobre a ação civil de improbidade administrativa aberta contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para apurar se, em 2007, o peemedebista obteve vantagens durante seu primeiro mandato na presidência da casa, Temer afirma que o indiciamento é um processo ainda em curso e que não há com o que se "preocupar, neste momento, com o episódio".

"O indiciamento é algo que está se seguindo. Não é uma questão definitiva. A Constituição prevê a ampla defesa", diz Temer, após visita, no final da manhã, às instalações do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras, em Dourados, Mato Grosso do Sul.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários