Até que ponto o comportamento do ídolo influencia os jovens?

Jogadores de futebol que aparecem bêbados, como o caso do vídeo de Neymar, ou em atitudes politicamente incorretas, segundo uma especialista, podem influenciar o público jovem

por Vinícius Andrade 10/07/2015 14:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/Reprodução
O craque Ronaldinho Gaúcho, ex-Atlético Mineiro, sempre aparece na mídia devido às suas festas regadas a muita bebida e mulheres (foto: Instagram/Reprodução)
O vídeo em que Neymar aparece supostamente bêbado ainda tem gerado polêmica nas rodas de conversa. Algumas pessoas consideram a atitude do jogador inadequada, por se tratar de uma pessoa pública, além de ser referência para crianças e adolescentes. Por outro lado, há quem defenda que o atacante tem o direito de se divertir, da maneira que bem entender, nos momentos de folga. A polêmica levantou a seguinte questão: até que ponto os fãs podem ser influenciados pela conduta dos ídolos?

Neymar é apenas um entre tantos exemplos no meio esportivo. O atacante Adriano, atualmente sem clube, diversas vezes já teve o nome envolvido em confusão. Os craques Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo também ficaram conhecidos pelas condutas conturbadas fora de campo. Certamente, são figuras idolatradas por muitas crianças.

YouTube/Reprodução
Vídeo que circula na internet mostra o atacante Neymar supostamente bêbado (foto: YouTube/Reprodução)


De acordo com a psicóloga Cassandra Pereira França, professora da UFMG, a conduta de uma pessoa pública pode, sim, influenciar na vida dos "pequenos" fãs. "O adolescente é muito mimético [que imita alguém] em relação ao ídolo. Ele tem a tendência muito forte de repetir o que o ídolo está fazendo, seja algo bom, seja ruim", diz a especialista.

Para ela, ídolos como Neymar e Ronaldinho carregam uma responsabilidade grande e precisam se preocupar com as atitudes fora dos gramados. "É um preço caro que eles têm de pagar pela fama. Acabam perdendo a liberdade de expressar do jeito que querem, e de estar onde querem", destaca a psicóloga.

Tendências seguidas

Durante a Copa do Mundo de 2002, Ronaldo adotou o corte de cabelo estilo "Cascão" (personagem da Turma da Mônica). Em seguida, várias crianças e adolescentes copiaram o visual do jogador. Outro exemplo é Neymar. Quando o craque começou a ganhar notoriedade no cenário nacional com o estilo moicano, não demorou para que muitos fãs o copiassem.

Últimas notícias

Comentários