Executivo da Fifa é extraditado para os Estados Unidos

Rede de televisão confirma que um dos 14 executivos presos na Suíça já se encontra em solo americano

16/07/2015 11:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Booking.com/Reprodução
O hotel de luxo Baur au Lac, em Zurique, capital da Suíça, abriga 14 suspeitos de corrupção na Fifa, que são mantidos sob custódia da polícia. Um deles, segundo a CNN, já foi extraditado para os EUA (foto: Booking.com/Reprodução)
Um dos executivos da Fifa, que estão sendo mantidos presos na Suíça, foi extraditado para os Estados Unidos. A informação foi dada à rede de televisão americana CNN pelo Escritório Federal de Justiça da Suíça, nesta quinta, dia 16 de julho.

Diversos membros da Federação Internacional de Futebol foram capturados no hotel cinco estrelas Baur au Lac, em Zurique, capital suíça. Eles são acusados de lavagem de dinheiro e fraudes numa investigação americana que analisa 24 anos de atuação de ao menos 14 executivos da Fifa e de confederações ligadas à ela.

No início de julho, os EUA já haviam solicitado a extradição de sete dos acusados, e que fazem parte do alto escalão da federação – entre os envolvidos estão os ex-presidentes da CBF, José Maria Marin e Ricardo Teixeira, e o ex-presidente da Fifa, João Havelange. Segundo os americanos, só esses sete suspeitos podem ter desviado U$ 100 milhões em torneios de futebol realizados pelas federações.

Segundo a CNN, apesar de o nome do executivo extraditado não ter sido divulgado, ele teria sido escoltado para os Estados Unidos por policiais americanos, em voo realizado na quarta, dia 15 de julho, entre Zurique e Nova Iorque.

Últimas notícias

Comentários