Judeus se preparam para a chegada do Messias?

Segundo o mais respeitado rabino de Israel, todos os sinais indicam que a vinda do Salvador está próxima, e os judeus estariam sendo convocados a retornar à Terra Santa

22/07/2015 15:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
O Muro das Lamentações é um dos mais conhecidos pontos de peregrinação de Jerusalém. Segundo um respeitado rabino israelense, o Messias dos judeus está prestes a chegar (foto: Pixabay)
O Messias está prestes a chegar. Este é o alerta emitido pelo rabino Chaim Kanievsky, uma das maiores autoridades do judaísmo ultra ortodoxo no mundo. Ele está convocando todos os judeus a voltarem para Israel o mais rápido possível, entendendo que essa é uma ação espiritual que marca a vinda do Salvador. A vertente ortodoxa da religião judaica não crê que Jesus é o redentor enviado por Deus. Eles ainda esperam a chegada da figura que virá salvá-los.

O historiador Yitzhak Ben-Zvi, ex-presidente de Israel e um dos líderes do sionismo (movimento filosófico e político da autoafirmação judaica), também espalhou a teoria de que o Messias está prestes a chegar. Esse momento aconteceria no final do ano sabático, que, no calendário dos judeus, se encerra no dia 12 de setembro de 2015.

Para o rabino Nissim Katri, líder da entidade judaica Beit Chabad, de Belo Horizonte, a chegada do Messias realmente está próxima. "Como já está demorando muito para acontecer, e há sinais de que Ele está prestes a chegar, os judeus acreditam na iminência da vinda Dele", diz o líder religioso.

Como explica o rabino, a união entre as nações em prol da paz é um dos sinais que indicariam a vinda do Salvador. "Por que, hoje em dia, não há mais guerra? Porque existe esse ambiente para a chegada do Messias", aponta Nissim Katri. Porém, ele não confirma uma data para o fatídico momento.

Como reconhecer o Salvador?

O líder judeu explica que o Enviado de Deus vai construir o templo de Jerusalém e reunirá todos os judeus na terra de Jerusalém. Depois disso, Ele vai criar um Estado em que haverá fraternidade, prosperidade e não existirá corrupção e impunidade. "O mundo todo vai imitar esse exemplo, e vai ser constatada a consciência de um Deus universal", destaca o religioso ortodoxo.

Crença diferente

Ao contrário dos ortodoxos, os judeus messiânicos acreditam que Yeshua (nome original para Jesus) é o Messias esperado pela tradição profética judaica. Essa vertente comunga da mesma fé dos cristãos, que creem que Cristo é o Salvador enviado por Deus.

Últimas notícias

Comentários